terça-feira, 31 de março de 2009

Venha a nós o vosso reino

Links para esta postagem
Acompanhe este trecho do livro "História do Cerco de Lisboa"

"... Porém, disse o outro, atire a primeira pedra aqueles que se achar sem pecado. Realmente, é muito fácil acusar, Mogueime mente, Mogueime mentiu, mas nós, aqui, maiormente instruídos nas mentiras e verdades dos últimos vinte séculos, com a psicologia lavrando as almas, e a mal traduzida psicanálise, mais o resto, para cuja simples enunciação se requereriam ciquenta páginas, não deveríamos levar a ponta de intrasigente espada os defeitos alheios, se tão indulgentes costumamos ser com os nossos próprios, a prova é não haver lembrança de alguém que, julgador severo e radical dos actos por si cometidos, levasse o executório ânimo ao extremo de apedrejar o próprio corpo. Aliás, regressando ao passo evangélico, é-nos lícito duvidar que o mundo estivesse naquele tempo tão empedernido de vícios que para salvar-se carecesse do Filho de um Deus, pois é o próprio episódio da adúltera que aí está a demonstrar-nos que as coisas não iam assim tão más lá na Palestina, agora sim que estão péssimas, veja-se como naquele remoto dia nem mais uma pedra foi lançada contra a infeliz mulher, bastou ter proferido Jesus as fatais palavras e logo ali se recolheram as mão agressoras, por esta maneira declarando, confessando e mesmo proclamando os seus donos que sim senhor ele tinha razão, em pecado estavam. Ora, uma gente que foi capaz de reconhecer-se culpada publicamente, ainda que de modo implícito, não estaria de todo perdida, conservava intacto em si um princípio de bondade, autorizando-nos portando a concluir, com mínimo risco de erro, que terá havido alguma precipitação na vida do Salvador. Hoje, sim, que teria valido a pena, pois não só os corruptos perseveram no caminho da sua corrupção, como se vai tornando cada dias mais difícil encontrar razões para interromper um apedrejamento começado...”

Realmente em tempos de meninos sendo arrastados por automóveis, meninas sendo jogadas pelos pais de edifícios, bandidos assassinando uma mulher que voltava de um culto, corruptos e padres pedófilos, sim hoje seria necessária a presença do filho de deus, de quebra resolveria varias indagações sobre a própria história e maus entendidos seculares, esta certo que houve uma ameaça explicita que se ele tivesse que voltar pela segunda vez, acabaria com este lindo planeta, mas confiando em sua bondade e amor pelos humanos, estes tão ignorantes, perdidos e loucos humanos, seria ele passível de entender nossas mazelas e intervir novamente neste planeta perdido na imensidão do universo? E quem sabe assim com a tal luz divina podemos ser como os agressores da jovem judia que Jesus defendeu e pararmos de atirar pedras. Pois por mais belas e sensatas palavras de Jesus elas não conseguem ser seguidas nem pelos seus, sabemos que de divino suas palavras não tem nada, são ótimos ensinamentos que as vezes podem se contradizer, não vejo motivo nenhum ficar 40 dias sem se alimentar fazendo penitencia, não existe relevância prática nenhuma, ou se entregar para a morte, temos orgulho dos humanos que lutaram até o fim por uma causa daqueles que não se entregam, então não é bem visto atitudes de auto entrega pelo motivo que for, somo positivamente lutadores, portando vamos tirar o que Jesus nos passou de bom e deixar o que é ruim de lado, como todos os outros grandes sábios da humanidade, que por serem humanos e não deuses cometeram erros como Jesus errou e acertos como Jesus acertou, mas se o mesmo fosse um deus poderia vir agora em nosso socorro e não de forma precipitada a 2 mil anos atrás.

quinta-feira, 26 de março de 2009

Mais uma do papa (camisinha)

Links para esta postagem

O papa em recente tour pela África mais uma vez condenou o uso da camisinha por parte daqueles que praticam sexo, o papa quer que pessoas pobres, sem estudos, sem trabalho, sem apoio psicológico, sem estrutura racional, sem condições nem de se alimentarem, só pratiquem sexo para a reprodução, bom a primeira coisa que vem na minha cabeça é uma frase da musica “Sexo” do Ultrage a Rigor:


"E não tem nada de mais
Se a gente nasceu
Com uma vontade
Que nunca se satisfaz
Verdadeiro perigo
Na mente dos boçais..."


Alem do papa querer que pessoas simples que estão expostas a AIDS constantemente só copularem para procriar, que já é Herculano para o pobre coitado, nos mesmos pessoas mais esclarecidas (não mais inteligentes) nascemos com esta “vontade que nunca se satisfaz” que é um perigo na mente dos boçais, mas que é algo biológico, a ânsia de espalhar os genes é algo que remota nosso desenvolvimento primitivo, onde simples humanos das cavernas tinham que procriar em escala industrial, primeiro porque a gestação é muito longa e segundo pela quantidade enorme de predadores e logicamente problemas sérios de assepsia e qualquer doença já matava e a pressão evolutiva caiu como raio em cima do macho humano, ele tinha que conseguir o maximo de fêmeas possíveis para assim conseguir ter um prole grande e forte para propria proteção e conseguir tentar morrer cedo, pois ele inconscientemente já contava com o inevitável de perder vários dos seus filhos, e alem disto tudo a gestação demorada obrigava de certa forma o macho humano a procurar outras alternativas para a procriação e assim ir atrás de mais fêmeas, e neste ínterim que a pressão evolutiva desqualificou o homem como seletor da especie, pois a fêmea que iria sofrer durante 9 meses e ser trocada durante a gestação não iria procriar com qualquer macho, ali começava a seleção natural dos humanos, resumidamente cabe a mulher fazer a seleção natural da espécie humana (lembrando em casos normais, estupros e coitos a força são exceções a regra) e até hoje é assim o homem com uma vontade gigante de procriar de forma super exagerada e a mulher selecionando os seus. Isto é um ponto o segundo ponto é o prazer, a natureza involuntariamente “cria” sistemas para ajudar na procriação das espécies, provavelmente nossos ancestrais não sentiam tanto prazer quanto nos sentimos, já que os que não tem prazer sexual tendem a não reproduzir e fatalmente sendo eliminados da cadeia evolutiva, isto é, quanto maior o prazer maior a vontade de procriar, mais filhos terá, mais descendentes ele terá. Posto estes dois pontos concluímos que biologicamente fomos forçados a procriar por questões de sobrevivência e que os humanos com mais prazer em se relacionar tiveram mais chances de ser nossos tatataravós do que os que não tinham tanto prazer. Hoje não somos os humanos que viviam nas cavernas mas os sentidos são os mesmo e com prazer ampliado de pela seleção, lógico que evoluímos na razão, hoje não temos também a necessidade de procriação que tínhamos, mas ainda sentimos prazer e ainda temos a vontade de procriar e isto é um fato, alem da milhares das vantagens psicológicas, fisiológicas que a sexo traz ao humano não existe nenhum empecilho físico, hoje aprendemos que podemos aproveitar a parte boa que a evolução nos deixo sem precisar necessariamente ter filhos, e aprendemos a prevenir várias doenças e mesmo assim não nos privar deste prazer. O problema é que homens celibatários querem impor uma visão deturpada e sem sentido de que nos humanos devemos só fazer sexo para procriar e alem disto não devemos nos proteger, hora hora hora então porque deus não nos fez com menos vontades e em alguns casos até necessidades? Seria mais fácil ele ter criado os humanos com um método de procriação que dividia o prazer e a reprodução, ou até um que não fosse tão invasivo e assim causar menos doenças? Alem de não ter sentido nenhum a argumentação papal ela ainda expõe pessoas que são levadas por este pensamento senil a terem doenças mortais, prova maior que esta é uma visão insensata que no maior pais católico do mundo (Brasil) 98% dos católicos ignoram solenemente esta indicação do papa. Precisamos de mais educação e menos falação.

sexta-feira, 20 de março de 2009

Variáveis

Links para esta postagem

Dentro da matemática existem constantes e variáveis, por exemplo, a velocidade da luz é de 300mil km/s em qualquer lugar do universo, portanto uma constante, agora temos variáveis que pode ser, por exemplo, a velocidade de um carro. Mas esta variação da velocidade do carro se deve ao que? Primeiro a mais obvia que é à força do pé do motorista no acelerador, outra seria o atrito do pneu no asfalto, ou a regulagem do motor, partindo deste vamos dizer que também a força do pé do motorista no acelerador é variável logo porque ela é variável? Podemos novamente achar mais motivos, a força varia conforme a vontade do motorista, esta força varia também conforme a capacidade do motorista de impor uma maior ou menor pressão no pedal, uma pessoa mais parruda conseguiria colocar mais pressão que uma pessoa mais leve por assim dizer. Nesta linha de pensamento podemos evoluir e entender que a vontade do motorista é variável, e vamos aqui também poder elencar todos os motivos para ela ser variável e dentro desta listagem teremos novas variáveis que assim teriam novas variáveis e talvez uma progressão infinita. Mas esta progressão de variáveis pode encontrar círculos fechados ou ramificações em que a variável filha é igual a uma variável mãe ancestral, por exemplo, no caso do carro a vontade do motorista pode variar se ele tiver vontade de passar por um local com maior atrito entre o pneu e o asfalto, voltando assim neste ponto para a variável do atrito do pneu com o asfalto que faz variar a velocidade, mas o atrito pode variar também fora a vontade do motorista, em fim se colocássemos isto em um tipo organograma veríamos linhas e quadros em uma sucessão com retornos de variáveis filhas para variáveis mães que podem assim gerar outras variáveis, podemos inclusive desta maneira estudar uma causa a partir de um organograma, assim podemos escolher uma causa e ir eliminando as variáveis que não se encaixam e juntando variáveis filhas com variáveis mãe até formar uma sucessão que emboque na causa, como por exemplo a parada total do carro, seria resultado da vontade do motorista, da pressão sobre o freio, do atrito e mais um milhão de outras coisas, se pensarmos bem podemos até colocar a resistência do ar que exerce no carro, esta resistência que varia com a velocidade que varia entre tantas coisas pelo atrito, que varia entre tantas coisas pela mudança de composição do terreno que vai variando ad infinitum. Onde quero chegar com isto? Na verdade acho que tem alguma coisa escondida neste pensamento, sei que muitas das variáveis são inexpressivas, e sei que elas todas somadas criam uma causa/efeito, também sei que esta causa/efeito é composta por milhões de variáveis que se conectam, sei que vivemos neste mundo, e este mar de variáveis por mais inexpressivas que sejam são a grande maioria na composição da causa/efeito. Ninguém pensa na quantidade indescritível de variáveis que existe só no ato de um carro se movimentar, portanto não temos controle sobre a maioria das variáveis, logo vivemos controlando as principais e obvias variáveis, foge do nosso controle a grande maioria delas, logo estas causas/efeitos que não temos controle é guiada pela intersecção com outras milhares de variáveis também não controladas, estas variáveis sem controle nos levam para onde elas forem, somos então folhas no vento, tentamos nos agarrar em algumas variáveis que podemos controlar, mas no final a massa de variáveis que não controlamos nos leva, esta massa não pensa ela só interage logicamente com o ambiente, ela não tem nenhum controle extra-humano, portanto não somos nada alem de viventes em um ambiente irracional que nos joga onde ele for e nos jogar. Teria que prosseguir com o pensamento não sei se realmente fui sincero em algumas conclusões, no final estou percebendo que parece talvez como uma teoria do caos, talvez, outros textos sobre este assunto serão escritos.

quarta-feira, 11 de março de 2009

Deus e a Vacina

Links para esta postagem
Enineias filho de Zalaquias irmão de Holonéia filha de Zebedeu que morava na região da Abideia orou com fervor a Deus para que lhe protegesse de uma doença que estava devastando gado e todas as pessoas da tribo Deus com a sua infinita sabedoria e bondade disse “Eninéias filho de Zaláquias irmão de Holonéia filha de Zebedeu, selecione uma vaca com a doença de seu rebanho e retire das feridas das tetas o liquido que sai delas, provoque pequenos arranhões no seu braço e passe o liquido nele, terás um pouco de dor mas logo ela irá passar, e você estará a partir daí imune da doença, faço isto com todos os seus irmãs, irmãos, pai, mãe e amigos e salvará todos que ama” Eninéias rapidamente fez o ordenado e salvou todos desta doença que era conhecida como Varíola.
Palavra de Deus Amém

Como gostaria de ler isto em algum canto da bíblia como eu gostaria, mas deus não deu esta dica que é simples, simples até demais e a varíola matou quase 500 milhões de pessoas só no século XX, porque diabos deus em toda sua sabedoria não deu esta dica? Se ele é o criador do universo ele deve saber disto, isto é inerente ao criador, mas deu algum branco nas conversas de deus com os humanos que foram relatados na bíblia? Alguns falam que deus não dá dicas medicinais o que podemos falar então do Levítico 14? Veja abaixo como deus ordena as pessoas para se curarem da lepra.

O tratamento de Deus para lepra: Arrume dois pássaros. Mate um. Molhe o pássaro vivo no sangue do morto. Espirre o sangue no leproso sete vezes, e então solte o pássaro vivo no campo. Depois ache dois cordeiros e mate-os. Esfregue um pouco de seu sangue na orelha direita do paciente, no dedo polegar, e no dedo polegar do pé. Espirre óleo sete vezes e esfregue um pouco do óleo na orelha direita dele, no dedo polegar e no dedo polegar do pé. Finalmente, arrume um par de pombas. Mate uma. Molhe a ave viva no sangue da morta e espalhe pela casa.” Levítico 14:2-52

Esta indicação esta sendo solenemente ignorada pelos seres humanos, talvez pelo obvio resultado negativo do tratamento ou por ela ser extremamente nojenta e cruel com os animais envolvidos, o humano teve de arranjar uma maneira mais eficaz (no caso qualquer assepsia já seria melhor) para substituir este grande tratamento divino, não podendo contar com a sabedoria do divino, tivemos que inventar/descobrir o antibiótico que também não é nenhum bicho de sete cabeça já que a Penicilina é uma variante do bolor do pão Penicilium que só foi descoberta em 1928, deus não poderia ter dado a dica antes? Só a dica nada mais do tipo “Gente pesquisa o bolor do pão talvez ali vocês encontrem algum interessante” em vez disto foi por acaso que Fleming descobriu as propriedades bactericidas deste fungo. Seria difícil falar sobre os métodos que originaram a vacina? Seria difícil falar sobre o método que originou o antibiótico?
Quem quiser encontrar aqui mais uma prova para jogar a probabilidade da existência de deus para baixo tem uma boa chance pois os tratamentos ditos divinos eram os mesmos em outros povos primtivos, não porque deus passava isto para todos, mas porque eles estavam presos ao que conheciam e para dar credibilidade no que inventavam em suas cabeças falavam que era deus que tinham lhe dito, se isto é uma obvia invenção da cabeça humana, o que mais que esta escrito na bíblia não é só uma invenção? Veja deus não acertou em uma coisa simples. Deus só não acertou como foi totalmente omisso, é uma característica de um criador do universo? Ou isto tudo não é somente mais um vôo de imaginação de homens primitivos?

segunda-feira, 9 de março de 2009

Ciência irá reflorescer nos EUA

Links para esta postagem

No Brasil ainda somos provincianos em relação ao estudo das ciências e no financiamento de pesquisas científicas, vemos, por exemplo, o inútil Núcleo de Estudos de Fenômenos Paranormais da UNB (Universidade de Brasilia), é um dinheiro publico gasto com algo espúrio e não trás nenhuma relevância para a vida, seus estudos são sobre Ufologia, Astrologia entre outras baboseiras tudo pseudociência. Enquanto isto nos EUA o governo de Barack Obama irá liberar US$ 100 Bilhões para pesquisas entre tantas estão as em células tronco, que aqui no Brasil foi uma dificuldade incrível liberar as pesquisas, não é financiar nada, aqui foi difícil somente liberar. A Igreja Católica instituição que pensa que cabe a ela a discussão destes assuntos avilta que o ela pensa é a verdade e ponto. A Igreja Católica não apresenta nenhuma prova ou opinião baseada em fatos, tudo surge ao acaso, ao sabor da especulação filosófica, do pensamento mágico. Enquanto a ciência prova e mostra com fatos e dados tanto em estudos como na prática ao salvar milhões de pessoas todos os dias, alguns países ainda são reféns dos pensamentos retrógados de instituições religiosas, outros como os EUA tem que viver em uma gangorra entre presidentes, o antecessor de Obama, Mr. Bush era um homem raso de pensamento restrito e sem nenhuma instrução, ele jogou a ciência americana para debaixo do tapete e pagaram o pato por isto, ele conseguiu estagnar o avanço das ciências no pais tendo avançado somente nas importantíssimas áreas do design inteligente e nos estudos de biologia e geologia usando a bíblia como base verídica e fora de contestação, é lógico que isto não evoluiu em nada pois não é ciência pois não se pode ir contra ao que esta escrito na bíblia todas as pesquisas (cof) são feitas na tentativa de manipular e escolher os fatos que são interessantes para si mesmos ou o que pode ser encaixado nos relatos bíblicos, o que não encaixa é sumariamente ignorada, lógico que não são encontrados muitas evidências, mas sempre em relatos existem algumas coincidências, mas a ciência não é sobre coincidências ou especulações é sobre todos os fatos e evidências que corroborem uma só explicação e somente conseguimos isto com muita pesquisa e trabalho, os milagres da ciência contrapõe no essencial dos ditos milagres das religiões, na ciência quando ela consegue salvar qualquer pessoa não importa o quanto de fé tem, a ciência salva a todos, e quem investir na ciência salva milhões, pois não é Jesus que salva, na prática o único que salva é a Ciência.


http://www1.folha.uol.com.br/fsp/ciencia/fe0703200901.htm

sexta-feira, 6 de março de 2009

Obrigado Arcebispo

Links para esta postagem
Uma criança de 9 anos é internada em um hospital com fortes dores no abdomen, descobrem que esta grávida e ainda de gêmeos , a criança tem 1,33m e 36kg, a maioria do órgãos ainda em formação e a gravidez é de altíssimo risco, continuar com a gravidez seria como matar a mãe e as crianças, se eles nascessem teriam gravíssimas seqüelas alem da quase inevitável morte da menina de 9 anos. A junta médica se reuniu e decidiu pelo aborto, pois naquele momento poderia ser executado sem nenhum problema. O aborto foi feito e a menina foi salva.
Descobriu-se que quem engravidou a menina foi o padrasto, um estupro de uma menor de idade,trágico e cruel, uma criança sem defesa e ameaçada de morte se caso contasse sobre estes abusos que aconteciam desde quando tinha 6 anos. Uma coisa realmente triste.
Mas para piorar ainda o Arcebispo de Pernambuco em momento de demência ressuscita uma lei canônica de 1983 e excomunga todos os que participarão do aborto, inclusive a mãe, e alem desta incrivel idiotice do arcebisto ele declara que a lei de deus esta acima da lei do homem, que lei de deus? Esta escrita tambem por homens? Nenhum deus escreveu nada, isto é invenção da cabeça dos teólogos, uma parte pois outra concorda com o aborto. E para piorar ele não excomungou o estuprador e declarou que é mais grave a menina ter feito o aborto do que o facínora do padrasto ter estuprado e violentado a menina, ele sustenta que ela devia ter os filhos custe o que custar nem que seja a vida dos três envolvidos, os gêmeos e a criança.
Não que ser excomungado vá resultar alguma coisa na vida destes médicos, é só mais uma idiotice inventada, como ser batizado ou comungar, tudo são partes de ritos antigos que ainda permeiam estas instituições arcaicas para criar vinculo e opressão sobre os seus seguidores, inventasse uma lei que é dita como a lei de um pretenso criador do universo e se você infringi-la será outra invenção tudo fica no campo abstrato, nem a lei é algo real deste pretenso criador pois foi elaborado por homens e a punição não faz qualquer alteração na vida normal de uma pessoa, ao ser excomungado a pessoa não altera em nada sua vida pois é uma invenção.
Este caso põe o extremo da situação uma dita "lei divina" que não previa um caso destes, se acreditasse em deuses e demônios poderiam dizer que o demônio conseguiu dar um óle em deus, estrupar e abusar de uma criança só pode ser uma coisa do demo, então colocou deus em uma saia justa, condenar à menina a morte junto com as crianças? Ou salvar a vida da menina e fazer o aborto? Como deuses e demônios não existem, sobrou à dura realidade de um padrasto que roubou a inocência e infância de uma criança, pudera deus se já que não deseja o aborto, tivesse partido tal animal em dois antes de ter tocado na menina! Nem para tanto só ter lhe dado um mínimo de discernimento, dificil para o criador do universo? Acho que não. Mas como os importantes teologos dizem deus não podia fazer isto, melhor mesmo é pegar o seu "representante" que usa uma fantasia e um chapeuzinho para festa e sai excomungando e falando coisas sem sentido. Uma salva de palmas para o deus onipresente, onisciente, onipotente e claro um excomungador de excelente qualidade.
Mas agradeço o bispo, pois assim milhões de pessoas vão ver como é simplória, falha e sem sentido as tais “leis divinas”.

Obrigado Arcebispo José Cardoso Sobrinho




Arcebispo fantasiado, aqui esta com a boca fechada ó poderia ser assim sempre.







quarta-feira, 4 de março de 2009

Bilhões de pessoas

Links para esta postagem
Ando às vezes pelas ruas, pelas estradas, pelos rios e o que vejo são milhões de pessoas a estampa da tristeza de anos vivendo neste mundo, uns mendigando outros andando em bicicletas, meninos sem camisa correndo atrás de pipas ou atrás de carros para vender balas, crianças pequenas cheias de manchas chutando esgotos, às vezes me pego impaciente com um pobre coitado em uma fila de um caixa eletrônico, vejo o olhar desolador que sexagenários e jovens lançam sobre estas máquinas, imagino como incrível branco que habita a cabeça destas humildes pessoas um branco que é quase infinito. Lembro sempre uma vez no rio Amazonas estava eu em uma lancha de passageiros e ao passar por uma cabana que fica as margens do rio reparei algumas pessoas olhando para mim ou para o barco é impossível precisar, o que estariam a esperar? O que a vida podia lhe dar? Porque aquele olhar? Os olhares do branco profundo ao ver o barco foram transportados a um estágio sinestésico, sabiam no que pensavam, mas não porque pensava, a tormenta de pensamentos dos ribeirinhos se tornava branca, não podiam entender, tudo podia acabar e o ultimo pensamento não era nada alem de uma indagação, aquelas pessoas talvez nunca vão saber o que aquele barco estava fazendo para onde levavam estas pessoas? De onde elas vieram? O desejo do conhecimento é inato, mas a inquietação estava presa, o medo que trava o olhar distante penetrando na sua própria angustia quem dera eu ver somente este olhar dos simples ribeirinhos, todo dia em diversas pessoas sou bombardeado por estes olhares, eu nunca achei que a felicidade seria o presente do ignorante, não é felicidade que sentimos ao sermos ignorantes é simplesmente uma sensação de deslocamento e de exclusão, o nosso cérebro se esvaindo tomados por uma nuvem branca a expressão de impotência vem à tona e mostra que não somos felizes, mas ignorantes. Olhar, ver e reparar são maneiras distintas de usar o órgão da vista, toda vez que vejo estas pessoas não posso deixar de fazer as três coisas ao mesmo tempo e a dor que sinto é incrivelmente grande, será que um dia vão saber o porquê estão aqui? Que isto tudo é muito maior e muito menor do que imaginam? Um dia saberão quem são elas? E o que representam? Será que terão a chance de aproveitar a? Se libertarem das garras da religião e enxergar a vida na sua plenitude? Um dia sequer vão poder olhar o céu e contemplar a imensidão sabendo o que esta imensidão é? Bilhões de pessoas estão vivendo suas vidas sem saber nem o que estão fazendo aqui, é um desperdício de material humano quantos gênios não estamos perdendo para a “ignorância feliz”? Quantas mentes brilhantes não estão sendo bloqueadas pelas visões sem sentidos que bilhões tem sobre seres imaginários e crenças dos homens das cavernas? É a vez do humano se qualificar como o grande ser que habita este planeta, tomar suas responsabilidades isto aqui não é só uma passagem que liga dois mundos, isto é real, isto é o que existe, viver a vida com um branco esperando morrer para achar a verdadeira felicidade é a maior burrice que o humano pode ter, somos isto que somos e a viver a realidade e trazer o paraíso para a terra para o que existe, o resto deixamos para serem úteis como contos sobre povos antigos que sonhavam e tinham muito medo.