sexta-feira, 30 de abril de 2010

Muito tempo

Links para esta postagem

Imaginemos então que deus criou o mundo em 7 dias, diz no livro de historinhas infantis que muitos conhecem como bíblia que deus criou as estrelas do céu e o mundo em 7 dias, então vamos fazer alguns cálculos.


No céu em uma noite muito boa conseguimos enxergar cerca de 6mil estrelas (isto é um calculo pra lá de otimista), existem cerca de 100 bilhões de estrelas em cada galáxia (calculo pessimista) e existem cerca de 100 bilhões de galáxias no universo. Então multiplicado um pelo outro temos 10 sextilhões de estrelas no universo, se deus demora 7 dias para criar um planeta e 6 mil estrelas, ele levaria 16.667 quintilhões de dias para criar o universo ou 31,87 quatrilhões de anos, bom segundo as observações mais precisas o universo tem cerca de 15 bilhões de anos, logo então ou deus teria criado muito mais rápido o universo ou ele é mais antigo ainda que o imaginado, no final das contas alguém esta errado. QUEM SERÁ?


http://www.observatorio.ufmg.br/pas08.htm
http://super.abril.com.br/superarquivo/1997/conteudo_116424.shtml
http://www.stsci.edu/ftp/science/hdfsouth/hdfs.html

terça-feira, 27 de abril de 2010

Passeio do Mouse

Links para esta postagem

Durante duas horas trabalhando um software registrou em segundo plano os movimentos e cliques com o mouse que aparecem nesta imagem.
Se você quiser tambem pode "criar" a sua obra de arte com mouse acesse http://iographica.com/

sexta-feira, 23 de abril de 2010

De um amigo do Lula

Links para esta postagem

Entrevista de Ciro Gomes para o IG todos deveriam ler isto

http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2010/04/23/fora+da+disputa+ciro+manda+recados+a+lula+dilma+e+pmdb+9466301.html

"Em 2011 ou 2012, o Brasil vai enfrentar uma crise fiscal, uma crise cambial. Como estamos numa fase econômica e aparentemente boa, a discussão fica escondida. Mas precisa ser feita.” Segundo Ciro, a candidatura de Dilma Rousseff tem menos chance de enfrentar o problema do jeito que ele precisa ser enfrentado. “Como o PT, apoiado pelo PMDB, vai conseguir enfrentar esta crise? Dilma não aguenta. Serra tem mais chances de conseguir”.


"Embora prometa acatar a decisão do partido de apoiar a candidata petista, até porque não restam alternativas, Ciro Gomes avisa que não se envolverá na campanha: “Não me peçam para ir à televisão declarar o meu voto, que eu não vou. Sei lá. Vai ver viajo, vou virar intelectual. Vou fazer outra coisa”. Ciro acredita que a eleição deste ano será marcada por baixarias, entre as quais inclui uma ação de grupos radicais abrigados no PT: “Sabe os aloprados do PT que tentaram comprar um dossiê contra os tucanos em 2006? Veremos algo assim de novo. Vai ser uma m…”

Já começou com greves sem foco e propósito real lideradas por petistas

http://josiasdesouza.folha.blog.uol.com.br/arch2010-04-01_2010-04-30.html#2010_04-22_21_21_36-10045644-0

Não admiro novos PCC´s atacando São Paulo sabe lá a mando de quem, vamos a mais uma temporada de medo, quanto mais Serra subir nas pesquisas mais a gestapo petista entrará nas ruas.

Como disse Josias de Souza em seu blog

"Quando as patrulhas começam a enxergar fantasmas em inofensivos vídeos comemorativos, é porque o país está maduro para a carnificina ideológica."

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Charge

Links para esta postagem
A cada dia surge mais e o Papa tinha que parar de chorar e fazer algo mais concreto

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Uma Defesa a Fernando Henrique Cardoso - Parte 03

Links para esta postagem
Então estávamos nos comunicando, com matéria prima, a próxima etapa era garantir energia para estas empresas, mas de que maneira? Todas as empresas que estavam se instalando no Brasil e as empresas brasileiras estavam importando nova tecnologia para se modernizar, todas elas basearam a importação de máquinas movidas a gás, este que teve que vir da Bolívia. Mas o Brasil não tem gás? Tem sim, mas e o dinheiro para explorar este gás? Construir milhares de km´s da gasodutos? Isto tudo em poucos anos, e tinha também o problema do petróleo. A Petrobrás crescia, mas tinha sérios problemas administrativos, que impediam agilidade nos investimentos e ações mais efetivas para um mercado globalizado, foi ai que FH decidiu transformar a Petrobrás em uma estatal mais moderna lançando parte de suas ações para compra publica e desvinculando a administração do Estado, fazendo com que assim se adequasse ao mercado, com tecnologia e novos procedimentos garantindo que a auto-suficiência em extração de petróleo seria conquistada em anos e não em décadas, infelizmente houve o acidente da estação P52 atrasando esta marca que veio no governo do Lula que mais uma vez utilizou de retórica para se vangloriar de uma ação do FHC.


Por ultimo FH precisava escoar toda esta produção, foi ai que se viu obrigado a privatizar os portos brasileiros sua malha ferroviária e parte da sua malha rodoviária, sem isto teríamos sérios problemas, pois iríamos produzir e não escoar, o Brasil por si só não conseguiria consumir isto tudo que esta sendo produzido e precisava exportar.


Bom isto tudo não aconteceu tão rapidamente como o meu texto pode sugerir, demorou anos e muitas coisas ainda estão sendo feitas, o superávit só foi atingindo porque inicialmente com o dólar equiparado com o Real houve uma enxurrada de importação, necessária para a modernização do Brasil, sem máquinas novas a produção estaria fora dos padrões mundiais e a venda em um mercado livre para importação mesmo internamente estaria debilitada logo alem de importação de itens diversos como perfumes, cd´s, óculos para o consumo da população que agora “ganhava” em dólar, a industria munida de crédito de bancos externos começou a importar maquinário moderno para suprir a produção e foi uma importação intensa, impossibilitando o superávit naquela época, mesmo porque para exportar tem que produzir.


Alem disto com o tempo a população/indústria/comercio começou a importar outro itens menores como computadores e impressoras. E algumas empresas como IBM e DELL começaram a calcular que compensava fabricar seus equipamentos aqui para vender alem para o mercado interno brasileiro para o restante dos novos mercados como Chile e Colômbia, isto gerou empregos, faturamento em impostos arrecadados e a implantação de outras empresas satélites como fabricantes de mouse, teclados entre outros. Isto é só um exemplo de um tipo de produto que só foi possível de ocorrer, graças à sequência de ações imposta pelo FHC.


Como podemos ver tudo foi executado com muito trabalho e pensamento voltado para o mundo moderno dentro do pensamento liberalista. Não existe nenhuma mágica ou sonhos utópicos, o liberalismo é um estudo profundo do estado e das ações em que os membros do estado executam, tenho certeza que com as atitudes tomadas nos últimos anos por Lula, como a falta de investimento, política fiscal covarde e uma verdadeira bonança de cargos para os aliados, tudo o que foi feito pelo FH estará deteriorado em mais alguns anos, só não chegou a este ponto porque as ações do FHC foram realmente estruturantes o Lula só cozinhou o ovo, barrigou ações e fez medidas eleitoreiras, tentou gerir algum investimento em infra-estrutura mas de forma fraca e sem relevância, o setor privado fez mais que o estado. Mas por quê? Porque o Lula não sabe a sequência do plano do FHC, se o Serra tivesse ganho em 2002 este plano teria uma continuidade e teríamos um Brasil muito melhor, tanto no capital quanto no social.


Porque ações sociais não estão baseadas em dar dinheiro as pessoas só para comprar uma cesta básica, ações sociais se baseiam na geração de emprego, acesso universal a todos os serviços, direitos básicos garantidos em constituição, se estamos bem hoje não é por causa do Lula mas sim por causa das inúmeras ações do FHC, e falta a retomada do plano, este plano foi que nos trouxe até aqui e se o pais esta bem hoje não é por causa do Lula pois o mesmo resultado teríamos com um cone de sinalização como presidente.

quarta-feira, 14 de abril de 2010

Uma Defesa a Fernando Henrique Cardoso - Parte 02

Links para esta postagem
Quando vemos o Lula dizer que a parte pobre da população esta sendo atendida e isto é o grande diferencial dele para com o seu antecessor ai esta a grande mentira, FHC introduziu no Brasil os programas de repasse de renda, existiam vários programas para fazer com que a parte mais pobre da população tivesse acesso serviços básicos, mas isto não era possível de ser feito logo de imediato, necessitava primeiro de dinheiro. FHC sabia disto e também viu que os gastos em velhas estatais era muito alto, e a industria brasileira estava tecnologicamente atrasada e travada. Assim para ativar a indústria Brasileira ou ele teria que fazer investimentos altos nestas estatais, como a telefonia, energia, transportes rodoviário, ferroviário e hidroviário, uma imensidão de dinheiro que o Brasil não tinha e ninguém de fora queria colocar dinheiro em um pais falido. Não tínhamos riquezas? Sim muita. Nosso minério estava lá, mas as estatais mineradoras, não tinham equipamentos para retirar o minério de forma competitiva, o que adiantava gastar $ 10 por kilo para vender por $ 1? E era exatamente isto que o Brasil estava fazendo.

E foi seguindo o modelo liberalista, que FHC resolveu privatiza a grande maioria das Estatais e tirar a monopolização dos serviços, assim em vez de gastar bilhões recuperando empresas falidas (dinheiro que o Brasil não tinha), FHC conseguiu vender estas sucatas e ainda ganhar algum dinheiro com isto, para investir em infra-estrutura, alem logicamente, de modernizar o país e de oferecer serviços e produtos para toda a população e não somente para uma casta privilegiada.

A telefonia foi umas das primeiras, foram separados lotes para que as empresas, que sem o monopólio teriam concorrência no livre comercio. O Brasil não teve um ganho muito grande com a venda, mas teve com a não necessidade de investir rios de dinheiro, no caso da Telefônica em São Paulo, ela investiu pesado em redes de fibra-ótica, estações para internet de banda larga, re-adequação total e ampliação do sistema assim garantindo que qualquer pessoa tenha acesso a um telefone, alem do valor dos serviços serem muito mais baratos que antes, temos um atendimento sem nenhuma comparação com a antiga Telesp, se hoje achamos um exagero às 36h para atendimento da Telefônica a Telesp pedia nada mais nada menos que 15dias isto após horas na fila para ser atendido. Assim FHC fez duas coisas importantíssimas para o país:

Primeiro ele ao mesmo tempo em que socializou a telefonia, deu acesso global e irrestrito para qualquer brasileiro, possibilitou a infusão da internet a nível nacional e a preços competitivos e realistas.

Segundo, ele deu poder de comunicação nacional para toda e qualquer empresa que quisesse se instalar no Brasil, dando agilidade e equivalendo as ações praticadas aqui no Brasil com o que estava acontecendo no mundo inteiro, saímos do off-line para ficarmos on-line, e em um mundo rápido e globalizado que já tinhamos em 1994 isto foi fundamental para o sucesso das próximas etapas. Com esta primeira fase solida e forte, o Brasil se comunicava e não gastou nenhum centavo com isto.

Resolvido o problema da comunicaçãom o próximo passo era ter matéria-prima para a produção, e a principal matéria eram os minérios. A Vale do Rio Doce estava falida, e necessitava de investimento monstruoso para aumentar, agilizar e dar qualidade a sua produção, afim de garantir o mínimo de competitividade com o mercado externo, pois naquele momento era mais barato comprar aço de outros países do que da Vale. Sem ter dinheiro para investir e precisando urgente daquele matéria prima para reaquecer a produção interna FH privatizou a Vale. Hoje ela é uma das maiores mineradoras do mundo, gerando emprego, renda e muito dinheiro em imposto. Antes ela não produzia nada, não gerava emprego e era um enorme sanguessuga dos cofres do Estado com corrupção em todos os níveis hierárquicos. Com isto FH conseguiu atrair investimento externo, dando novo fôlego para a indústria de mineração e o principal tínhamos matéria prima.

Parte 03

http://psoethe.blogspot.com/2010/04/uma-defesa-fernando-henrique-cardoso_15.html

terça-feira, 13 de abril de 2010

Uma Defesa a Fernando Henrique Cardoso - Parte - 01

Links para esta postagem
Introdução ao Liberalismo

Porque parte da sociedade intelectual brasileira é contra a filosofia liberalista? No mundo inteiro, grandes pensadores que antes defendiam a filosofia de esquerda tanto marquixista quanto capitalista, com o tempo entenderam que não era natural ao estilo humano, o homem sempre foi um grande negociador, sempre foi capitalista, mas o capital corrompe, e por isto temos a democracia.

O humano é um consumista natural, mas será que a democracia do direito universal e o capitalismo conseguem dar acesso a alimentação, educação, moradia, saúde e segurança a toda população?

Para a democracia funcionar ela necessita de um estado uma figura que represente toda a nação que trabalhe em prol da manutenção desta união, para que de forma organizada possa manter o Estado. Encontramos diversos tipos de Estados no mundo, que seguem diversas filosofias, todas tentam encaixar o humano com o seu máximo intelectual, não desprezando classes em prol outras, igualando todos a um nível de vida com dignidade e liberdade.

Muitas dessas filosofias foram testadas, comparadas e evoluídas. Hoje encontramos nos estados mais fortes e desenvolvidos uma predominância natural da filosofia liberal, não só no sentido econômico, mas também humanitário, desvinculado de poderes paralelos, como igrejas.

Esta filosofia foi prioritariamente criada nos EUA e Inglaterra, nela se prega que o estado seja um mediador entre o povo e o capital, que seja rápido, ágil e capaz de cuidar de todas as áreas da sociedade de forma a garantir os acessos básico sem deixar que nenhuma parte extrapole seus direitos garantidos em uma constituição.

Neste caso o estado é somente um gerenciador a serviço do povo.

Sobre o Capital

O estado deve controlar as variáveis que viabilizem investimentos do capital privado em infra-estrutura, matérias, insumos e demais utilidades que visam suprir necessidades que o mercado demanda, cabe ao estado mediar e proporcionar campo e suporte para que este capital quando investido tenha efeito imediato e duradouro. Como este é o único atributo mercadológico do estado dele não é permitido medidas paliativas e de curto prazo, todas devem ser estudadas e apresentadas em planejamentos e projetos de longo prazo. É função do estado também controlar o “ecossistema capitalista” para que não haja nenhum tipo de sobressalto entre um campo e outro criando assim uma anomalia, onde um dos efeitos é a oferta sem poder de compra, ou o poder de compra sem oferta. E para gerir isto o estado cobra das empresas os impostos que alimentam o social.

Sobre o Social

Ao pavimentar o caminho para as industrias e controlando as suas diversas variáveis o estado deve pensar na sociedade, o trabalho do estado é garantir vida justa, igualitária e decente para cada membro desta sociedade, para isto deve prover, educação, saúde, segurança e moradia. Utilizando para isto os impostos que a indústria paga junto com os impostos pagos pela própria sociedade.

Conclusão

Com isto teremos um estado que não deve gerir empresas, não vai precisar investir pesado para manter estas empresas. Pois em um estado controlador de estatais ocorrem anomalias, como o caso da demanda de produtos e devido o caráter natural do estado gerir o dinheiro publico, existe uma latência grande para novos investimentos, pois a estatal é uma representação da sociedade e pode entrar em conflito com o interesse publico. E em um estado em que o governo cuida do mercado com suas empreas, ele pode se favorecer ou monopolizar os produtos, pois como não conseguira competir em velocidade de investimentos da empresa privada, ela irá oferecer produtos piores e mais caros que a empresa privada, forçando o governo a proibir empresas privadas de fornecer uma série de produtos, e isto pode travar o pais tecnologicamente. Pelo mesmo motivo da demora para novos investimentos existe a demora para ampliação imediata, pode haver falta de produtos e com capital escasso o Estado terá que aumentar os impostos da sociedade, para evitar a inflação, ou no caso de muitos governos para não se indispor deixa a inflação tomar conta da economia criando uma bola de neve, que trava o pais, pois se inverte o papel e a demanda extingue e assim a produção, gerando desemprego que enfraquece ainda mais o já falido consumo, jogando o pais de vez em um buraco que costuma ser muito difícil de sair. Assim sendo o Estado por ser representação de uma pluridade não pode gerir empresas.

Mas no liberalismo o estado é somente um gerente, ele recebera por impostos cobrados pela produção industrial privada, esta industria que tem capacidade independente poderá suprir o mercado ou inovar de forma espontânea deixando o pais tecnologicamente compatível com o mundo. Assim o Estado terá dinheiro suficiente para manter os recursos básicos para a população já que ele não precisará retirar da educação para salvar uma Estatal da falência, ou retirar da saúde para ampliar uma fabrica estatal. Isto é uma base racional do não funcionamento da máquina Estatal, se colocar aqui ainda a corrupção e ela existe em todos os países por mais desenvolvidos que sejam se torna impraticável qualquer tentativa de ter um Estado ativamente produtor.

Lógico que temos casos como a Petrobras, mas lembramos que ela é uma estatal com diretoria independente e com ações na bolsa, é o máximo que uma Estatal pode ser para existir de maneira a dar lucros, e é uma matéria de produção altamente lucrativa e rara.

Esta filosofia é bonita no papel e funciona em todas as grandes economias do mundo.

E o Brasil começou a seguir esta filosofia com FHC e ela esta tendo o efeito esperado e programado, mas muitos acham que é o Lula que esta trazendo isto para o Brasil o que está errado ele, o Lula só esta navegando no projeto do FHC e pior esta conseguindo estragar o que ele com muito esforço fez, Lula se esforça muito para estragar item por item o que o FHC conseguiu, mas felizmente a base criada pelo ex-presidente é sólida, mas tudo tem o seu limite e a base esta começando a trincar.

Lembremos que o pais não foi criado por decreto em 2002 com a posse do Lula. E vou mostrar porque alem de não ser mérito do Lula ele ainda não fez nada para o pais ser o que é hoje.


Parte 02


http://psoethe.blogspot.com/2010/04/uma-defesa-fernando-henrique-cardoso_14.html

Bichos

Links para esta postagem
http://g1.globo.com/Noticias/Mundo/0,,MUL1567188-5602,00-CASAL+E+PRESO+ACUSADO+DE+DECAPITAR+FILHO+DE+VIZINHO+EM+RITUAL+RELIGIOSO+NA+.html

Casal é preso acusado de decapitar filho de vizinho em ritual religioso na Índia

http://g1.globo.com/Noticias/Mundo/0,,MUL1563581-5602,00-CASAL+BRITANICO+E+PRESO+APOS+ENFORCAMENTO+ACIDENTAL+DE+FILHA.html

Casal britânico é preso após enforcamento acidental de filha

Se não somos um bando de animais somos o que? O auto-proclamado salvador do mundo Jesus podia voltar logo, se é que ele veio algum dia, acho que não carecia Jesus ter nascido em uma palestina a 2000 anos atrás só para instruir meia dúzia de pastores que não sabiam ler nem escrever e fazer umas curas aqui e acolá, perca de tempo e oportunidade, erro tremendo na logística divina para a iluminação da raça humana. Muitos erros para alguém que criou o universo inteiro.


Como diz a reportagem

Nas zonas rurais indianas, milhares de curandeiros, bruxos e xamãs aproveitam as superstições de uma população empobrecida e sem acesso à educação para ganhar a vida.


E você acha que é só lá na Índia que alguns se aproveitam da falta de educação do povo, calma meu amigo aqui também temos pessoas pobres sem acesso à educação a ponto de coisas deste tipo acontecerem.

Em vídeo, Bispo da Universal ensina a arrecadar durante a crise

http://www1.folha.uol.com.br/folha/videocasts/ult10038u718138.shtml

Uns são pedófilos outros usam a ignorância para enriquecer e deus nisto tudo? Nada ué ele não existe, se existisse faria algo. Eu faria. Você não faria?

Amém

quinta-feira, 8 de abril de 2010

Diferenças

Links para esta postagem
(Foto: Brett Eloff, cortesia de Lee Berger e da Universidade de Witwatersrand)


Leia esta parte de uma reportagem que trata de mais uma descoberta da prova de nossa evolução


Os cientistas Lee Berger e Paul Dirks, ambos da Universidade Witwatersrand, em Johannesburgo, descobriram os primeiros esqueletos em agosto de 2008. Contaram com sorte de criança: Matthew, filho de Berger com apenas 9 anos à época, foi o primeiro a achar um pedaço (a clavícula) do antepassado humano. Berger, que fez pós-doutorado só para estudar clavículas, percebeu na hora que estava diante de uma grande descoberta para a paleoantropologia.


Enquanto na ciência o pobre coitado tem que fazer pós-doutorado em clavículas para descobrir mais sobre o nosso passado, o religioso para resolver qualquer coisa senta pensa, pensa, pensa, faz penitencia, reza e concluiu sem qualquer fato ou prova que um ser imaginário que ninguém viu fez aquilo e daquela maneira que ele imaginou. E depois querem que eu seja um pouco mais tolerante.

Reportagem completa

http://g1.globo.com/Noticias/Ciencia/0,,MUL1560838-5603,00-CIENTISTAS+DA+AFRICA+DO+SUL+ANUNCIAM+DESCOBERTA+DE+NOVO+ANCESTRAL+DO+HOMEM.html

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Liberdade

Links para esta postagem
Recentemente um leitor deste blog me disse que uma das coisas dada a nós humanos por Deus foi a Liberdade, pensando profundamente nisto tracei um paralelo muito interessante entre liberdade e livre-arbítrio. Vou colocar aqui uma situação muito peculiar.

Imaginemos que chegue um ladrão o mesmo esta munido de um pedaço de madeira e ele te assalte e exige dinheiro e pertences, você sem escolha acata e sem qualquer motivo te acerta uma paulada em sua cabeça, você sente o impacto e um segundo depois cai e não lembra de mais nada, alguns instantes depois, você percebe que esta dentro de um hospital com vários médicos e enfermeiros tentando te salvar. Algumas horas depois e sem mais nenhuma esperança o médico chefe anuncia a sua morte.
O que podemos retirar de conclusão desta pequena história?
1-) O ladrão teve a liberdade de te matar.
2-) Por mais que os médicos quisessem ter a liberdade de manter a vida eles não conseguiram.

Então tiramos a final conclusão que Deus nos deu o livre-arbítrio e a liberdade para matar, mas não deu o livre-arbítrio e a liberdade para dar a vida, pois em muitos casos nem manter a vida nos conseguimos e em nenhum caso conseguimos ter a liberdade e o livre-arbítrio de salvar alguém já morto, não consigo entender este tipo de liberdade, isto não é divino, dar a liberdade para um humano retirar a vida do outro por puro prazer e não dar a liberdade de outro humano de restaurar a vida? Não temos liberdade de se manter vivos, mas temos a liberdade de morrer? Que coisa mais inútil.
Para mim isto é só mais uma prova que o dito livre-arbítrio divino não existe e se deus existir porque ele criaria a vida e daria a liberdade para o humano retirar a mesma? Seria como se eu criasse cachorros e deixassem-nos se matando. Coisa sem sentido algum.