quinta-feira, 24 de julho de 2008

Números

Links para esta postagem

Hoje vi uma matéria sobre a religiosidade dos jovens em 20 países e decidi juntar mais alguns dados e assim formatar alguns gráficos que irei comentar logo em seguida.

Mas uma coisa interessante é que no Brasil somente 1/3 dos jovens se declaram profundamente religiosos, isto mostra que de certa forma as amaras estão sendo desfeitas. Se considerarmos que para ser profundamente religioso na pesquisa basta você ir a templos regularmente, seguir os preceitos básicos e os mandamentos da religião e que para a religião se você não os seguir você irá sofrer no inferno e que somente via estes preceitos você esta em contato com deus, então temos 2/3 de pessoas que já entendem que tem alguma coisa errada nestas religiões, porque se arriscar a ir para um lugar como o inferno ou acabar com o canal de “conversa” com o criador do universo onipotente, onisciente e onipresente é algo que sucinta muita convicção. Estamos caminhando para um futuro melhor, quando entendermos que realmente a única coisa que temos somos as pessoas que estão aqui neste mundo.

Aqui temos o gráfico relacionando os paises a partir dos mais descrentes até os mais crentes, podemos reparar as barras verdes, em linhas gerais quanto mais crente menor o IHD, que é o índice de desenvolvimento humano, a linha amarela mostra também a renda per capita o PIB, novamente temos isto acontecendo quanto mais religioso ou menos descrente menor o PIB. O que podemos concluir? Ou deus não se importa com o desenvolvimento humano ou ele não existe e estas pessoas têm que entender que devem mudar alguma coisa para poderem melhorar a suas condições.

Aqui como no gráfico anterior temos outro agora relacionado à expectativa de vida ao nascer. Novamente temos nos países menos descrentes uma tendência diferente dos países mais descrentes, aqui no caso de uma talvez existência de deus as pessoas vivem menos se acreditam nele e vivem mais se não acreditam nele, será que ele quer logo os seus fiéis para junto dele?

Neste ultimo gráfico temos uma boa explicação para os dois outros gráficos a linha amarela mostra o índice geral de matriculas veja que quanto mais crente menor os alunos e quanto mais alunos menos crente, ora logo se tivermos simplesmente pessoas mais instruídas e aqui não estou falando em qualidade de instrução e mesmo assim já os coloca entre os países com o maior PIB, maior longevidade e de quebra menor religiosidade. Imaginem quando tivermos qualidade no ensino e isto em 100% dos jovens acho que teremos boas surpresas, mas o melhor teremos mais qualidade de vida e assim transformar a Terra no paraíso.


Fontes

http://www1.folha.uol.com.br/folha/mundo/ult94u425526.shtml

http://www1.folha.uol.com.br/folha/mundo/ult94u425463.shtml

http://www.ibge.gov.br/paisesat/main.php

http://pt.wikipedia.org/wiki/%C3%8Dndice_de_Desenvolvimento_Humano

domingo, 20 de julho de 2008

Frases

Links para esta postagem
Estas frases constavam em meu antigo blog mas vou republicar aqui a primeira tirei de um filme que não lembro o nome, a segunda é de um grande americano amarelo e gordo.

"Se deus existisse e fez o homem a sua imagem e semelhança, com certeza deus é uma pessoa muito perturbada"

" I'm normally not a praying man, but if you're up there, please save me, Superman! " Homer Simpson
"Eu geralmente não sou um homem que reza, mas se você estiver ai em cima, por favor me salve Super-homem"

sábado, 19 de julho de 2008

Você tambem é Ateu

Links para esta postagem
Já expliquei em outros post´s que tomos somos na verdade ateus, uns em relação a religião dos outros, e até poderia ser sobre o próprio ateísmo,a forma do crente criticar o ateísmo o tornaria ateu em relação ao ateísmo se não fosse a fraca critica religiosa que não passa nem no mínimo do mínimo do pensamento lógico e ordenado, então no caso do ateísmo o crente só critica por ser ou preconceituoso ou não suportar a idéia que alguém se livrou das amaras da crença sem justificação racional. Não existe no mundo uma só pessoa com um bom argumento (e estou falando só em bom) a favor de sua religião que já não foi dilacerado pelos filósofos, psiquiatras e cientistas. Segue abaixo um trecho de um livro do Sam Harris (Carta a uma nação cristã) que expõe bem isto que quero falar.

"Pense nisto: cada mulçumano devoto tem a s mesmas razões para ser mulçumano que você tem para ser cristão. E, no entanto, você não acha essas razões convincentes. O Corão declara repetidas vezes ser a palavra perfeita do criador do universo. Os muçulmanos acreditam nisso tão piamente quanto você acredita na definição da Bíblia sobre ela própria. Há uma vasta literatura relatando a vida de Maomé que, do ponto de vista do islã, prova que ele foi o mais recente dos profetas de Deus. Maomé também garantiu aos seus seguidores que Jesus não era divino (Corão 5,71-75;19,30-38), e que qualquer pessoas que pense diferente passará a eternidade no inferno. Os muçulmanos estão certos de que a opinião de Maomé a respeito desse assunto, assim como de todos os outros, é infalível.
E por você não perde o sono pensando se deve ou não se converter ao islamismo? Você é capaz de provar que Alá não é o único e verdadeiro Deus? Você é capaz de provar que o arcanjo Gabriel não visitou Maomé em sua caverna? Claro que não. Mas você não precisa provar nada disso para rejeitar as crenças muçulmanas, considerando-as absurdas. Recai sobre os muçulmanos o ônus da provas de que suas crenças acerca de Deus e de Maomé são válidas. E até agora eles não fizeram isso. Eles não podem fazer isso. As afirmações feitas por eles acerca da realidade simplesmente são impossíveis de ser comprovadas, E isso é perfeitamente claro e óbvio para qualquer um que não tenha ser anestesiado com o dogma do islã.
A verdade é que você sabe exatamente como é ser ateu, em relação às crenças dos muçulmanos. Pois não é óbvio que os muçulmanos estão enganando a si mesmos? Não é óbvio que qualquer um que considere o Corão a palavra perfeita do criador do universo não leu o livro de maneira crítica? Não é óbvio que a doutrina do islã representa uma barreira praticamente perfeita para a investigação honesta? Sim, tudo isto é óbvio. Compreenda, então, que a maneira como você vê o islamismo é exatamente a mesma como os muçulmanos devotos vêem o cristianismo. E é dessa maneira que eu vejo todas as religiões."

segunda-feira, 14 de julho de 2008

Estudo relaciona descrença religiosa a QI alto

Links para esta postagem
Eis o titulo de uma reportagem que eu vi no estadão confira mais neste link:

http://www.estadao.com.br/vidae/not_vid195483,0.htm

Mas o que isto representa? Que eu sou mais inteligente que os crentes? De nenhum jeito, o que acontece aqui é que o ateísmo é altamente relacionado ao método cientifico, a lógica, verificação, quantificação, mensuração e demais atributos. O ateu geralmente é um cético e segue o método cientifico como um balizador para resolver os problemas diários e o teste de QI foi feito para os que têm lógica ordenada, pensamento instruído e sistemático, isto configura ser mais inteligente? Não, no maximo são pessoas mais esclarecidas e corajosas, não que o crente é uma pessoa burra, o que ele não tem é o esclarecimento necessário, a coragem necessária e ainda presumo que falta a centelha que faz ele perceber a incrível ilusão em que ele vive , uns preferem somente acreditar sem averiguar, como no espiritismo, não interessa para muitos espíritas que experimentos na física nunca terem encontrado qualquer vestígio da existência de espíritos e olhe que a física já provou a existência do fóton que não tem massa, mas para o espírita basta a dúbia e contestada revelação pessoal. Citei este exemplo, mas todas as religiões são assim, os que participam não quererem confrontar os alicerces de sua fé, se são reais ou não a sua maioria não quer averiguar não quer se esclarecer e a outra parte ignora as evidencias para não perder um amigo imaginário.

sexta-feira, 11 de julho de 2008

Dois assuntos

Links para esta postagem

Ressurreição é comum até no judaísmo



11/07/2008
Uma inscrição situa antes de Jesus a tradição da ressurreição do Messias
Juan Miguel Muñoz
Em Jerusalém

Toda descoberta arqueológica vinculada ao período de Cristo provoca debates incendiados que muitas vezes se eternizam. A última revelação não decepcionará os polemistas, pois afeta as raízes do cristianismo, ao sugerir que a ressurreição do Messias no terceiro dia após sua morte é uma tradição anterior à figura histórica de Jesus.
Acaba de acontecer no Museu de Israel. Um pesquisador da Universidade Hebraica de Jerusalém, Israel Knohl, apresentou na terça-feira um estudo sobre uma lousa de 90 cm de pedra calcária, datada do século 1º antes de Cristo e descoberta há 15 anos, que contém 87 linhas escritas com tinta. Nelas, segundo o arqueólogo, se descreve o anjo Gabriel ressuscitando um líder messiânico três dias depois de sua morte. Se realmente for isso o que está escrito na pedra, o conceito da ressurreição próprio do cristianismo teria sua origem na tradição judaica anterior.
Mais aqui

http://noticias.uol.com.br/midiaglobal/elpais/2008/07/11/ult581u2677.jhtm

A uns dias atrás publiquei dois post´s sobre o assunto e cada dia a evidencia só aumenta não a favor dos que crêem, mas a favor do mito, do lúdico e do inventado, histórias adaptadas de outras histórias mais antigas umas evoluindo da outra, será que ninguém percebe que isto tudo é ilusão? Isto tudo é como o saci-pererê o super-man?
Veja mais aqui
http://psoethe.blogspot.com/2008/04/jesus-um-mito.html
e aqui
http://psoethe.blogspot.com/2008/02/sol-o-deus-supremo-e-o-mito-de-jesus.html

Einstein
15/05/2008 - 08h39


Em carta inédita, Albert Einstein ataca Deus

Publicidade
da Associated Press

Uma carta inédita de Albert Einstein datada de 1954, ano anterior ao de sua morte, traz pela primeira vez críticas contundentes do físico à religião. No manuscrito dirigido a seu amigo filósofo Eric Gutkind, que será leiloada hoje em Londres, o autor das teorias da relatividade retrata as práticas religiosas como "infantis".
"A palavra Deus é para mim nada mais do que expressão e produto da fraqueza humana", escreveu Einstein, para quem a Bíblia seria "uma coleção de lendas honoráveis, ainda que primitivas".


Mais aqui
http://www1.folha.uol.com.br/folha/ciencia/ult306u402056.shtml?o=r

Sempre tive sérias duvidas do muito alardeado teísmo de Einstein, desconfiava não porque Einstein era um gênio mas mais pelas frases atribuídas e hoje comprovadas que não são dele, antes desta carta já sabia que ele era mais um panteísta que acreditava que toda a natureza era um certo tipo de deus em si, todas as forças tudo no mundo configuravam deus, é o ultimo grito de alguém que vê que deus é incompatível com o mundo é a ultima esperança de alguem que quer se libertar. Mas Einstein antes de morrer entendeu a ilusão e a infantilidade de se acreditar em um ser imaginário.

sábado, 5 de julho de 2008

O Meu Ateísmo

Links para esta postagem
Quero deixar claro em forma de post minha posição sobre este tema, com certeza uma pessoa que ler todos os meus post's vai entender o que eu penso em relação à existência de deus e demais entidades mitológicas, mas aqui vou ser claro e deixar claro minha posição para não haver duvida futura.
Primeiro um ateu não é aquele que não crê em deus, ou que nega deus, ou que odeia deus, ou que é contra deus, segundo coisa o ateu não afirma nada sem se basear em provas substancias racionais ou factuais, a luz da evidencia ele faz suas declarações acerca de algum assunto

Suas interpretações do mundo real vêm de argumentos, alegações e comprovações que se relacionam a realidade, as evidências, a multiplicidade de exemplos e a democracia natural onde tudo pode ser testado, relacionado, mensurado e quantificado.
Cabe ao ateu não acreditar em nada, mas sim saber, é contra a concepção acreditar, não acreditamos, baseamos o que sabemos na exploração do mundo físico e nas evidencias no intuído de melhorar e maximizar o entendimento do mundo que nos cerca, utilizamos interpretações físicas, métodos numéricos e relações estatísticas para predizer eventos e causas, chamamos isto de projeto e planejamento, cabe ao humano projetar o seu futuro baseado no dito acima. Planejar e a luz dos fatos e evidencias do presente alterar seu projeto e planejamento, o simples fato de acreditar leva a ilusão logo em seguida a decepção. Dentro da ilusão e decepção podem ocorrer problemas às vezes fatais como:
Acidentes, perda financeira, racismo, segregação, totalitarismo, doenças, stress, ganância, ignorância, raiva, depressão, entre outros.
A pessoa que tem como meio de ação somente aquilo que pode ser provado, quantificado e qualificado pelo mundo físico real, não sofre destes problemas, pois não tem ilusões, ele só vai contar com o que planejou, só com o que projetou, não existe ilusões não existem decepções.
Portanto eu como pessoa, não creio em nada somente sei, eu não sei se deus existe, não existem provas, não existem evidencias não existem porquês da sua existência, para eu poder saber se ele existe, não consigo quantificar, qualificar, testar, experimentar e mensurar, para eu afirmar que ele não existe teria que ter uma relação direta também neste sentido, o meu exemplo preferido é o do pé de laranja, se você chegar e apontar uma arvore qualquer e dizer “Eu acredito que ela de laranja”, ai tenho como quantificar, qualificar, testar, experimentar e mensurar, e saber se é laranja ou não, passo, a saber, e não a acreditar que aquele pé é de laranja. Quando deus for desta maneira não irei acreditar em deus irei saber que deus existe.
Agora me diz você o agnóstico tem alguma diferença nesta definição? Tem só uma o agnóstico é até mais descrente ainda ele não esta nem ai para se ele existe ou não, o ateu esta sempre procurando deus por incrível que o pareça, estamos sempre tentando achar a laranjeira, como disse Saramago uma vez “Procuro deus todos os dias o problema que nunca achei ele”.


Ps. Os ateus que afirmam que deus não existe são raríssimos e talvez mal informados o próprio Dawkins em um capitulo de seu livro (Deus, um Delírio) diz que é quase provável que deus não existe.

quinta-feira, 3 de julho de 2008

Caixa de areia para fisicos

Links para esta postagem
Correto que não é nenhum software ferrado de física, mas é uma ótima opção para entender e ver as ações e reações do mundo real, na tela do seu computador.

http://www.phun.at/

Gastei uma boa horinha brincando com as interações possíveis rsrs
Abraço

quarta-feira, 2 de julho de 2008

Obcecado pela realidade

Links para esta postagem
Veja esta noticia

Polícia de Jundiaí (SP) investiga casa que jorra sangue

O aparecimento, até agora sem explicação, de manchas de sangue humano no piso de uma casa na rua Antonio Bizarro, no Jardim Bizarro, em Jundiaí (58 km de SP), tem intrigado os moradores e a polícia da cidade.
Um laudo do Instituto de Criminalística divulgado anteontem confirma que o líquido vermelho colhido na casa no último domingo é sangue humano. "O resultado do exame é irrefutável. Fizemos a análise mais de uma vez e não há dúvidas de que se trata de sangue humano e fresco, do mesmo dia em que fizemos a coleta", afirma Wilson Antonio Pereira, chefe da Polícia Científica de Jundiaí.
Segundo vizinhos que estiveram na casa no domingo, o sangue começou a verter do piso do imóvel no fim da tarde de domingo e parou depois que os moradores fizeram orações. Na segunda à tarde voltou a jorrar e parou novamente após orações.

Ontem, o casal de aposentados dono da casa não falou com a imprensa nem permitiu a entrada da reportagem. Eles não querem ser identificados. Segundo uma mulher que se identificou como sobrinha da dona da casa, eles estão assustados com a repercussão do caso e com o fato de ser sangue humano e não querem dar entrevistas.

Agora veja uma primeira explicação

Fenômeno pode explicar sangue em casa de Jundiaí (SP)

Ainda sem explicação, o aparecimento de poças de sangue humano no piso de uma casa em Jundiaí (58 km de SP) pode ter sido provocado, inconscientemente, pelos próprios moradores. É o que afirma Fátima Regina Machado, professora da PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo) e especialista nos chamados fenômenos Poltergeist (episódios falsamente sobrenaturais).

Agora veja o laudo final

Sangue em casa de Jundiaí era de moradora, diz polícia

Campinas - A Polícia Civil de Jundiaí (a 60 quilômetros de São Paulo) concluiu hoje as investigações sobre manchas de sangue humano surgidas no chão de uma casa no Jardim Bizzaro, nos dias 15 e 16 de junho. O casal de moradores pensou que o sangue havia saído do piso da residência. Mas o delegado Marco Antonio Ferreira Lopes informou que um exame mostrou que o sangue era da dona da casa, de 71 anos, que sofreu uma hemorragia provocada por varizes.
"A mulher não tentou enganar ninguém. A polícia foi acionada por orientação de um padre, amigo do casal, que foi chamado quando eles viram o sangue no chão da casa. O sangue se espalhou porque a mulher saiu de toalha do banho e havia respingos no banheiro, corredor e cozinha."

Isto é meus caros amigos para tudo existe uma explicação se você não sabe é porque você é ignorante se você investigar, se analisar, se pesquisar desenvolver uma linha de raciocínio gerar hipóteses verificar sistematicamente cada uma delas se você não descobrir terá evoluído de forma muito grande na chance de procurar a solução outros viram e iram aproveitar e um dia o mundo terá a explicação do fenômeno, tem sido isto há muito tempo e só assim hoje temos uma expectativa de vida 80 anos contra uma de 40 anos a 100 anos atrás.


Links
http://www1.folha.uol.com.br/folha/cotidiano/ult95u414387.shtml
http://www1.folha.uol.com.br/folha/cotidiano/ult95u414907.shtml
http://noticias.uol.com.br/ultnot/agencia/2008/07/02/ult4469u27931.jhtm