quarta-feira, 30 de abril de 2008

Jesus é um mito?

Links para esta postagem
Já publiquei em outro post vídeos mostrando uma idéia sobre Jesus ser um mito, fui atrás de informações que validem, ou não esta hipótese. Em minha pesquisa, tive que recorrer a diversos sites de língua inglesa, o Wikipédia americano me deu dois artigos sensacionais, em um Jesus é comparado com outras figuras antigas da mitologia como Horus que tem história idêntica a de Jesus, nascido de uma virgem no dia 25 de dezembro, temos Tammuz-Adonis na Mesopotamia, na Grécia Dionísio foi morto e ressuscitou, esta parte grega é interessante, pois o misticismo Platônico que foi a grande diretiva grega também é quase a mesma para os dogmas cristãos.
O historiador Kersey Graves lançou em 1875 um livro chamado “The World’s Sixteen Crucified Saviors” (Os sessenta salvadores do mundo crucificados) e conta a história de deuses da humanidade que morreram em uma cruz e ressuscitaram.
A história de um salvador mundial, que doa sua vida em prol da humanidade não é nem de longe exclusiva de Jesus, se o mesmo existiu com certeza não foi o primeiro salvador da humanidade, mas o ultimo que acabou “vingando” talvez mais pelo que Paulo de Tarso fez do que realmente pelo que Jesus realizou.
No outro artigo a hipótese de Jesus como mito é discutida a fundo tentando achar relatos históricos e informações que mostrem que Jesus foi ou não um mito, a conclusão que se chega é que realmente alguém agitou o cenário naquela época naquela região, Jesus como conhecemos hoje? Muito provavelmente que não, o que depois destas leituras ficaram bem claras para mim foi que a história de Jesus é fantasiosa, forçada e altamente baseada em dogmas e relatos de outras mitologias, e neste meio a persona de Jesus foi formada, como uma pessoa tolerante e que entende as mazelas do povo, e que efetivou a idéia “não faça com os outro o que você não gostaria que fizessem com você” (idéia esta antiga no budismo), logicamente palavras de um homem a frente do seu tempo, mas não de um deus.
Abaixo importei umas imagens de um software que emulou o céu do ano zero no dia 24 de dezembro. Segundo a história de Jesus três reis magos seguiram uma estrela brilhante que apontava onde o salvador do mundo (Jesus) iria nascer. Para mostrar como a história de Jesus esta bem relacionada com os mitos antigos.





Segundo a mitologia envolvida os três reis magos seguem uma estrela brilhante do leste que irá apontar o nascimento do salvador da humanidade, notem que as chamadas três Maria no Brasil, são chamadas lá de Tree Kings (Três Reis) isto desde antes de Jesus, e a estrela brilhante é Sirius, bom os três reis seguem Sirius.




Continuam seguindo.



Continuam seguindo.




Até que voilá nasce o salvador do mundo. (clique na imagem que você terá uma imagem melhor)




Veja aqui três imagens uma o sol propriamente dito a outra um símbolo pagão antiguíssimo e a ultima uma medalha do vaticano, mera coincidências? Eu acho que não

links

http://en.wikipedia.org/wiki/Jesus_Christ_in_comparative_mythology

http://en.wikipedia.org/wiki/Jesus_myth_hypothesis

http://en.wikipedia.org/wiki/Neoplatonism

http://www.infidels.org/library/historical/kersey_graves/16/

http://en.wikipedia.org/wiki/Historicity_of_Jesus#Greco-Roman_sources

http://en.wikipedia.org/wiki/Christianity_and_Paganism

http://www.stellarium.org/

terça-feira, 29 de abril de 2008

Fundamentalista Ateu

Links para esta postagem
“– ‘Não houve conversão no leito de morte’, disse Druyan, ‘Nenhum apelo a Deus, nenhuma esperança sobre uma vida pós-morte, nenhuma pretensão que ele e eu, que fomos inseparáveis por vinte anos, não estávamos dizendo adeus para sempre’.
– ‘Ele não queria acreditar?’, ela perguntou.
– ‘Carl nunca quis acreditar’, ela respondeu ferozmente, ‘Ele quis saber.’” Ann Druyan, esposa de Carl Sagan


Já expliquei milhões de vezes que não sou um fundamentalista ateu, porque a única maneira de expressar o que eu penso é em um blog e quando pedem minha opinião, não fico fazendo discursos pro ateísmo e reservo meus comentários a pessoas mais próximas a mim, não vou discutir nunca, por exemplo, com a minha madrinha que é freira (ela é a minha tia-avó, mas chamo carinhosamente de madrinha, não me importando que o titulo seja de caráter religioso), não discuto com pessoas imersas nesta religiosidade, e que em algum momento se sentiram ofendidas com algum comentário que realizei, entendo que as pessoas têm a sua crença e a dificuldade de as vezes enxergar o mundo de maneira mais racional.
E como já disse milhões de vezes o fundamentalismo esta em ignorar evidências, eu já disse que nunca irei acreditar em deus, daí me falam “mas se ele aparecer na sua frente?” se ele aparecer na minha frente não vou acreditar eu vou saber que ele existe, eis ai a grande diferença entre a minha maneira de pensar e a dos crentes em deus, eu nunca vou acreditar em nada eu vou saber. Não tem como eu brigar com você se o pé de laranja dá laranjas ou limão? É só irmos até o pé e provar o fruto. Agora "judeus matam mulçumanos, mulçumanos matam judeus, cristão mataram judeus, mulçumanos matam cristãos" (Roger Waters) por quê? Porque não tem um pé de laranja para eles saberem se é laranja ou limão, capiche?
Também é difícil às vezes ficar quieto, porque sempre me vêm na cabeça um caso em que ouvi um homem religioso proferindo preconceitos contra uma etnia, ficar calado é a solução? Eu acho que não, mas como fazer isto e não arranjar uma briga? Tratar isto de forma pontuada e com respeito acho que é o que muito céticos devem fazer, mas o menor dos ataques contra a irracionalidade humana já nos tornas fundamentalistas e pessoas sem coração? "Numa vida curta e incerta, parece cruel fazer qualquer coisa que possa privar as pessoas do consolo da fé" (Carl Sagan), quando a ciência não pode remediar a sua angústia. Mas isto cria um sistema de ataques à ciência, ela é tratada não como a salvadora da humanidade, mas uma seita que quer desumanizar os homens e as mulheres, lógico que isto é mentira e um produto de um sistema que não deseja pessoas questionadoras, o que seria da Herbalife em um mundo de céticos? Ou dos publicitários? Têm-se a principal profissão de divulgação contra a ciência fica difícil mostrar as pessoas como é realmente o pensamento cientifica sem às vezes não parecer um pouco arrogante e presunçoso.
"Essa é uma queixa comum, mas para mim profundamente misteriosa – na verdade, oculta. Sabemos muitas coisas sobre a existência e as propriedades da matéria. Se um fenômeno já pode ser compreendido em temos de matéria e energia, por que deveríamos formular hipóteses de que alguma outra coisa – para a qual ainda não há uma boa evidência – é responsável por ele? Entretanto a queixa persiste: os céticos não querem aceitar que há um dragão invisível cuspindo fogo na minha garagem, porque são todos materialistas ateus.
Mas não podemos fazer a ciência em pedacinhos, aplicando-a quando nos sentimos seguros e ignorando-a quando nos sentimos ameaçados, como é possível voar em aeroplanos, escutar rádio ou tomar antibióticos, sustentando ao mesmo tempo que a Terra tem cerca de 10 mil anos ou que todos os sagitarianos são gregários e afáveis?" (Carl Sagan)

Na minha visão uma pessoa que compreende os preceitos da ciência pode levar uma vida normal e feliz, até mais feliz, pois não depende mais de seres que parecem não te ouvir muito bem. Defendo que um mundo onde a morte é compreendida realmente como o fim da vida, tornará a humanidade mais preocupada com a vida aqui na terra e de nossos futuros filhos e desenvolveremos um amor a humanidade em troca do amor ao divino. Como Nietzsche disse uma vez “Não há no mundo amor e bondade bastantes para que ainda possamos dá-los a seres
imaginários

segunda-feira, 28 de abril de 2008

A maioria

Links para esta postagem
Em uma democracia uma maioria decide o futuro do país e seus governantes, no Brasil a maioria é de ignorantes e de pessoas extremamente imediatistas, o que fazer neste caso em uma democracia? Existem fatos históricos na humanidade que a maioria decidiu errado, por exemplo, na Alemanha nazista.
Não sou contra a democracia, na verdade sou extremamente a favor, um país livre e com o direito de mudar seus caminhos conforme a maioria da população considerar o melhor não tenho duvidas que seja o correto, mas isto tudo depende do nível de esclarecimento da população. No Brasil sou altamente a favor de por exemplo o voto não ser obrigatório (o que até condiz com o que prega a democracia), e também sou a favor de criarmos um sistema com peso no voto, baseado nas pessoas que por contra própria façam cursos relativos a política, em economia, nas leis, entendimento da máquina e o uso do dinheiro publico, o voto de uma pessoa que sabe o que CIDE tem que valer mais de uma pessoa que não sabe nem quantos deputados tem no congresso. Como seria não sei talvez o modelo americano seja bom? Não sei se funcionaria em um pais multipartidário como o Brasil. Acho que algo do tipo se termos pesos entre 1 a 3, o 1 seria uma pessoa comum que queira votar, 2 seria uma pessoa formada no 3 grau, e 3 uma pessoa alem de formada no 3 grau tenha algum curso que o governo ministre de forma gratuita em política, economia e o funcionamento da máquina.
É uma maneira de nivelar a maioria não esclarecida com uma minoria esclarecida. Não é de maneira alguma dar privilégios especiais a uma minoria, não estamos dividindo em pessoas com mais dinheiro ou pessoas de certa cor ou classe, mas sim separarar as pessoas com mais conhecimento de pessoas que não estão nem ai para política e vão à onda das emoções sem entender o que esta acontecendo. E na verdade os que realmente querem algo para o Brasil vão estudar e vão compreender melhor o funcionamento da maquina. Vale lembrar que isto não é divisão de classe sempre uma pessoa esclarecida é melhor que uma não e isto é fato. Assim uma maioria não esclarecida até apóia um 3º mandado do Lula.

sábado, 26 de abril de 2008

Um simples teste

Links para esta postagem
Aproveitando o teste que o Richard Dawkins fez em sua série "Inimigos da Razão". Dawkins deu uma previsão astrológica de capricórnio para várias pessoas mas não disse que era de capricórnio e perguntou se aquelas características podiam ser do seu signo, todas as pessoas responderam que sim, o que para os astrólogos só serve para o signo de capricórnio serviu para todas as pessoas dos mais diversos signos. O que isto prova? Que ainda somos levados pela falta de lógica e razão, um simples teste desmascara toda a fragilidade de um sistema que permeia em nossos jornais, revistas e até serve de referencia para algumas pessoas tomar decisões e ações sérias.

Faremos um teste, leia a previsão abaixo retirada de um site sobre astrologia.

Aproveite o embalo astral positivo para o contato social para enriquecer sua vida pessoal, aprendendo e trocando experiências e conhecimento com pessoas alem de seu circulo. Sua curiosidade também ficará saciada com isso, pois amores exclusivistas e contatos íntimos demais não farão você feliz hoje.

Para qual signo esta previsão é útil? Para o seu signo? Ou para todos?

E ainda damos crédito para esta babozeira, falhamos sistematicamente na tentativa de eliminar o engano e o errado de nossas vidas.

sexta-feira, 25 de abril de 2008

O padre que queria voar

Links para esta postagem
Nosso amigo padre voador de balões multicoloridos pode ser o primeiro brasileiro a ganhar o não importantíssimo premio "Darwin Awards". Premio dado aos piores de nossa espécie que não conseguem transmitir o seu gene e ainda conseguem esta proeza de maneira estúpida. Sim apesar de não conseguir seu objetivo de ajudar a pastoral as beatas que ainda estão lá rezando achando que vão encontrar o padre vivo ou que ele aparecerá pilotando dois golfinhos como se fosse um jet-ski, agora elas podem comemorar e correr para o abraço porque se depender de mim o voto já esta garantido.

Padre vista o chefe
http://darwinawards.com/slush/new/pending20080421-082754.html
http://darwinawards.com/slush/new/pending20080422-075607.html

E como já disse o nobre colega do excelente blog “Jesus me Chicoteia”
Contagem regressiva
Eram 18.685 padres.
Um caiu no mar.
Faltam 18.684.

What Bleeps do you Know - Reloaded

Links para esta postagem
Sai agora o novo filme que vai abrir a sua mente, se você não entendeu nada em What Bleeps do you Know, agora com What The Bleep Are You Talking About? todas as suas duvidas serão sanadas, e a fisica quantica novamente ira frequentar as conversas de botequim e de terapia. Abaixo dois traillers deste filme que promete abalar as estruturas da vida moderna.









Com certeza hoje sou um cara muito mais feliz depois deste filme.



Tradução a cargo do ótimo blog O Dragão da Garagem

quinta-feira, 24 de abril de 2008

As três maiores religiões monoteístas do mundo - Parte 02 Cristianismo

Links para esta postagem
Continuemos com o trio de artistas, agora vamos abordar o cristianismo, esta religião monoteísta, é uma variante do judaísmo, fundado por Jesus de Nazaré, diferente do judaísmo no cristianismo temos três pessoas que formam um deus, são o Pai, o Filho e o Espírito Santo, não é explicado como e o porquê este deus é formado desta maneira, ao longo dos séculos a mitologia cristão perdeu muitas informações, hoje sabemos por documentos que as bases da Igreja inclusive a idéia de divindade de Jesus foram estabelecidas no Concilio de Nicéia no ano de 325 D.C., antes disto o cristianismo tinha muitas vertentes onde muitos acreditavam até que Jesus era somente um profeta. Mas quem foi Jesus?
Segundo a religião judaica, o Messias, um descendente do Rei Davi, iria um dia aparecer e restaurar o Reino de Israel. Na Palestina, por volta de 26 d.C., Jesus Cristo, nascido na cidade de Belém na Galileia começou a pregar uma nova doutrina e atrair seguidores, sendo aclamado por alguns como o Messias. Jesus foi rejeitado, tido por apóstata pelas autoridades judaicas. Foi condenado por blasfêmia e executado pelos Romanos como um líder rebelde. Seus seguidores enfrentaram dura oposição político-religiosa, tendo sido perseguidos e martirizados, pelos líderes religiosos judeus, e, mais tarde, pelo Estado Romano.
Oficialmente pelos historiadores romanos Jesus foi morto pelos romanos como um arruaceiro, não existe menção alguma que os Judeus ordenaram sua morte, a “história” evangélica de Jesus é bem conhecida e não entrarei em detalhes, oficialmente os ditos milagres de Jesus nunca foram mencionados por nenhum historiador, apesar de magníficos nos evangelhos, pelo que parece não causou espanto para ninguém independente de Jesus e seus apóstolos, importantes historiadores judeus viveram na época e nenhum citou se quer a existência de Jesus, alguns falam em aparição de milhares de messias e que proferiam ditos milagres, mas segundo os mesmo eram impostores e oradores baratos em busca de atenção em uma região dominada e com poucas perspectivas futuras.
Os cristãos foram perseguidos por vários imperadores romanos, as acusações dos romanos eram que os cristãos cultivavam a superstição e de ódio ao gênero humano, apesar dos romanos estarem certos em idéia, estavam errados em perseguir e matar, mas mesmo assim eles se mantiveram unidos e o imperador Constantino deu liberdade de culto para os cristãos, Constantino também teve grande influencia teológica, impondo que, por exemplo, que Jesus não seria considerado um homem messias, mas sim um deus.
As principais concepções filosóficas são que o amor a Deus e ao próximo é o único jeito de se alcançar a vida eterna, apesar de simples muitos teólogos ao longo dos anos adicionaram vários argumentos e teses que baseiam a vida do cristão, como comunhão, missa, batismo, crisma, tem desde São Tomas de Aquino uma tentativa de conciliar a razão e a fé cristã, apesar dos argumentos de Tomas de Aquino serem bons para época hoje são totalmente ridículos, alguns teólogos tentaram argumentos menos racionais com o conceito ontológico que fui duramente criticado por Kant, e hoje soa até de forma infantil, mas esta tentativa de tentar juntar a fé a razão ainda é perseguida pelos papas, a minha impressão é que a uma pulga grande atrás da orelha dos estudiosos cristãos, sem duvidas os chefes do cristianismo tem muito estudo e uma sociedade secular, causa muito embaraço em suas cabeça o misticismo cristão e a vida real.
A vida após a morte do cristão envolve o paraíso eterno e o inferno eterno e para alguns poucos pecadores o purgatório como algo para limpar você de pequenos pecados, até alguns anos atrás existia o limbo para os que não eram batizados, bom mas por algum motivo desistiram do limbo, Jesus disse milhares de vezes que a única maneira de se entrar no céu era por ele e pela comunhão.
Portanto não tem como entrar no céu quem não aceita Jesus ou não comunga.

terça-feira, 22 de abril de 2008

Minhas considerações sobre o caso Isabela

Links para esta postagem
Venho acompanhando um pouco este caso da menina Isabela, não vou de jeito nenhum julgar qualquer pessoa, vou utilizar somente o meu senso cético para analisar algumas coisas sobre o que a policia esta falando, não queria escrever sobre isto pois acho ridículo especular sem provas, por isto vou ser muito claro quando falo que não vou julgar e estou escrevendo para que depois isto sirva de referencia quando surgir a prova factual do crime, quero deixar minhas considerações antes.
Vamos a alguns fatos apontados pela policia, segundo ela havia sangue no carro dos Nardonis, o carro é Ford KA, estavam o pai e a madrasta nos bancos dianteiros e no banco traseiro os três filhos, segundo a policia existe sangue no carro, aqui começa o primeiro problema, este sangue se originou de que maneira? A policia não responde, diz que foi um objeto pontiagudo mas o que e teria que ter saído de um lugar, nenhuma peça do carro esta quebrada? Se foi o corte no supercílio geralmente verte muito sangue, qual a quantidade de sangue no carro? Porque os pais bateram na menina? Ela estava gritando e irritada com alguma coisa? Estava brigando com algum dos irmãos? Os irmãos têm algum ferimento? Passaram também por corpo e delito? Segundo o relato do policia ela chegou carregada e sangrando no apartamento. Portanto estava desacordada, segundo a policia foi a esganadura que matou a menina, segunda a policia ela foi esganada de cima para baixo e se foi no apartamento e ela estava inconsciente foi para matar mesmo porque esganar um menina de 6 anos inconsciente é porque quer matar, e se foi o casal só pode ter sido o pai, já que foi ele quem subiu com a menina, mas a policia esta falando que foi a madrasta, pois a esganadura foi feita por uma pessoa com as característica da madrasta e não poderia ter sido o pai, bom se foi a madrasta, foi esganada no carro, se foi no carro a madrasta virou para o banco traseiro onde estava as três crianças e esganou a menina, mas a menina não reagiu? Reagiu-se, ela bateu, esperneou? Tem algum resquício de pele nas unhas da menina? Tem-se é da madrasta? Ou dos irmãos? Se não tem nada disto, a madrasta simplesmente deu na louca virou viu ela que estava dormindo com os irmãos no banco traseiro de um KA bateu e esganou-a sem que ninguém reagir? O pai simplesmente ficou olhando aquilo? Como uma menina consciente é esganada sem reagir? Como as outras crianças não fizeram nada? Não entraram em pânico? Nada? O carro esta intacto? Ou tem peças quebradas? Para esganar a criança a madrasta teve que se apoiar no banco onde ela estava e ter atrapalhado muito o motorista, e pela raiva que deveria estar sentindo o banco não apresenta nenhum problema? Marcas de pé no porta luva? Nenhum coice em alguma peça? Se nada disto aconteceu, a madrasta matou com consentimento do pai dentro do carro, com a menina dormindo e sem nenhum dos irmãos terem feito nada. Segunda a versão da policia ela deixa um lacuna no caso, segunda a policia o pai subiu com a menina, mas não fala quando e se a madrasta subiu com os outros filhos ou se o pai voltou para ajudar. A policia afirma que foi no apartamento que ocorreu a esganadura. Com a criança inconsciente ou consciente? Se consciente voltamos aos mesmos problemas existe vestígios nas unhas? Algum arranhão na madrasta? Se for inconsciente, porque matar alguém que esta quieta e sangrando? A policia não apresenta o que motivou a madrasta a fazer isto, e segundo ela o pai enquanto a madrasta esganava a menina, cortava a proteção, porque ele não pegou e jogou logo de outra janela sem proteção? Porque a pressa para cortar a proteção? Se a madrasta estava matando a criança na sala com toda a frieza do mundo não teria a necessidade de pressa, se eles estivessem pensando em dar um jeito de apagar o assassinato, eles poderiam ter jogado a menina sem ter esganado já que houve a intenção antes de matar por esganadura de o pai cortar a tela. Porque esganar uma menina inconsciente e não joga - lá de uma vez? Se a madrasta ficou 7 minutos esganando a filha, o pai foi durante a esganação cortar a tela? Quanto tempo demora em corta a tela? Se for menos que sete ele foi cortou e voltou e viu ainda a filha ser esganada? Porque ele teve tanto cuidado para cobrir a cabeça dela e não deixar o sangue cair na subida para o apartamento e lá ter feito isto tudo sem nenhuma preocupação? Os vestígios de nilon na camisa do pai não podem ter sido adquiridos quando ele foi olhar pelo buraco para ver o que aconteceu? A marca de chinelo também não pode ter sido por isto? O peso do pai mais o da menina subindo em uma cama naquela posição não poderia avariar de certa forma a cama? Ela esta quebrada? O sangue no carro é do dia? Só tem sangue da menina? Qual a quantidade estimada? Os laudos têm que levar isto em consideração, pois isto pode levar ao motivo, e os porque que citei acima, o tal objeto pontiagudo é o que? Em todos os casos o fato de não ter vestígios de pele na unha da menina ou nenhum tipo de reação dela mostra que o assassinato foi premeditado e sem acesso de raiva, o problema que isto pode ser normal para quem têm antecedentes eles não tinham, não prova que eles não poderiam ter feito isto, mas mostra que entre milhões de pessoas consideradas normais podemos ter maníacos e psicopatas que surgem da noite para o dia? Uma pessoa tudo bem, mas duas ao mesmo tempo? E matar uma criança com ela inconsciente? Se provado este é um dos casos mais violentos e animalescos na história da humanidade moderna. Pois não houve motivo.

terça-feira, 15 de abril de 2008

O meu imposto me mata

Links para esta postagem
Quanto você paga de imposto no ano? Os números chegam a mais ou menos cinco longos meses de trabalho isto mesmo a média dos salários com a média dos impostos dá este resultado você precisa trabalhar um pouco mais de cinco meses por ano para pagar os seus impostos.
Parte destes impostos vai para a segurança publica, e parte vai para a compra de armamento, bom veja bem, no Brasil é proibido uma pessoa comum comprar armas, um bandido muito menos, as armas são provenientes de três fontes ou de contrabando ou de policiais corruptos que vedem as armas da própria policia para os bandidos ou até de roubo de armas (tanto de policiais quanto de cidadãos que são 0,05% das armas do país). Opa vamos voltar a fita, quem paga os impostos para comprar armas? Você! O bandido pode estar com que armas? Uma contrabandeada ou uma da policia que ajudei a comprar.
Tomara que quando nos formos assaltados que não seja com armas da policia assim fora o assalto dos impostos, eu vou ser assaltado com a arma que eu ajudei a comprar para me proteger daquele mesmo bandido que esta me roubando.
Existem dois problemas ai o primeiro é alto imposto pago pelos brasileiros, e o outro é o mau uso e o mau controle do dinheiro, um deixando estas armas sem controle, dois não vigiando as fronteiras para a entrada das armas e três não apreendendo e prendendo em números significativos os bandidos e suas armas.
Como resolver?
Primeiro criar procedimentos de compra e destinação da arma. Não sei como é possível comprar vinte armas e só dez chegarem a uma delegacia e depois de dois meses só restarem duas, existe maneiras de fiscalizar criando mecanismos computacionais, como por exemplo, códigos impressos nas armas, se sai de X lugar deve ser lançada no sistema da onde saiu e para onde foi e o responsável, deu 10 horas que ela não é lançada como retorno do lugar X ou entrada em um lugar Y um sinalizador aparece na tela, deve-se colocar o motivo da demora sendo tolerável mais 5 horas, voltou que bem mas fica registrado que naquele dia arma demorou a voltar, repetiu 5 vezes o atraso o policial responsável é afastado para responder processo administrativo, se o motivo foi ataque de bandido e roubo da arma, uma vez tudo bem, duas vezes vai lá, três vezes o policial é afastado para responder processo administrativo e se reintegrado tem o nome sujo mais um erro esta fora da companhia. Podemos atrelar prêmios para os que não atrasarem ou não perderem as suas armas, e isto como uma própria seleção natural vai limpando a policia até um dia ficarem os verdadeiros policiais.
Mau uso do dinheiro é administração, posso detalhar desde desperdícios com logística, com manutenção inadequada de delegacia, insumos e despesas com pessoal.
Como o tempo o dinheiro vai sendo mais bem gasto, as armas vão ficando na delegacia o dinheiro não precisa ser tanto, os bandidos não tem tantas armas e o imposto cai. Parece simples? Parece! É simples? Sim! É difícil? De jeito nenhum! Só falta gente competente.



http://jovempan.uol.com.br/jpamnew/economia/impostos/index.php
http://veja.abril.com.br/191005/p_126.html

segunda-feira, 14 de abril de 2008

O Livro mais Vendido do Mundo

Links para esta postagem
É de conhecimento de todos que a bíblia é o livro mais vendido do mundo, muitas famílias tem lindos exemplares deste livro abertos na sala, ele é lido em diversas igrejas para milhões de pessoas e é a palavra de deus para os homens. Este livro é tido como sagrado para 2/3 da população mundial e é seguido a risca por milhões destes, desde assuntos como o criacionismo com o dito Design Inteligente que escrevi em outro post, até para ser usado como pretexto para racismo e preconceito contra os homossexuais, negros, mulheres, ateus entre outros milhares. Eu do meu lado considero a bíblia como uma obra literária sem que se deva dar muita atenção alem do necessário e útil, que é somente o relato de um povo antigo e arcaico. Tanto o velho quanto o novo testamento são povoados de ignorância e superstições ditas por deus ou por Jesus, tolerância a escravidão é uma constante. Veja uma coletânea destes absurdos.

“O tratamento de Deus para lepra: Arrume dois pássaros. Mate um. Molhe o pássaro vivo no sangue do morto. Espirre o sangue no leproso sete vezes, e então solte o pássaro vivo no campo. Depois ache dois cordeiros e mate-os. Esfregue um pouco de seu sangue na orelha direita do paciente, no dedo polegar, e no dedo polegar do pé. Espirre óleo sete vezes e esfregue um pouco do óleo na orelha direita dele, no dedo polegar e no dedo polegar do pé. Finalmente, arrume um par de pombas. Mate uma. Molhe a ave viva no sangue da morta e espalhe pela casa.” Levítico 14:2-52

"Falai à rocha"?! Números 20:8

“Deus destruiu toda uma geração!” Números 32:13


"Se alguém ferir a seu servo ou a sua serva com vara, e morrerem debaixo da sua mão, certamente será castigado; porém, se ficarem vivos por um ou dois dias, não será castigado, porque é seu dinheiro." Êxodo 21:20-21

Deus instrui os israelitas a matarem sem piedade todos os estranhos que encontrarem (7:2, 7:16), e depois ele lhes diz que "amareis o estrangeiro, pois fostes estrangeiros na terra do Egito." Deuteronômio 10:19

“Escravos não deveriam desejar a liberdade.” I Coríntios 7:21

Raquel comercializa "favores" do marido por alguns mandrágoras. Assim, quando Jacó retorna para casa, Léia lhe diz: "A mim entrarás, porque certamente te aluguei com as mandrágoras do meu filho. E deitou-se com ela aquela noite". Presumivelmente Deus, nos contando esta história edificante, está nos ensinando algo sobre éticas sexuais. Genesis 30:15-16

Jesus tem cabelo branco, olhos de fogo, pés de latão, e uma espada que sai de sua boca. Que imaginação, depois ficam putos quando comparo deus ao super-man. Apocalipse 1:14-16

"E houve batalha no céu: Miguel e os seus anjos batalhavam contra o dragão." Até mesmo no céu, uma pessoa não está livre de guerras ou dragões. Apocalipse 12:7

Jesus diz que tudo o que você pedir para ele ou para o pai dele, receberá. Ora, eu quero ganhar uma Mercedes Benz! João 14:13-14, 15:7, 15:16, 16:23

Pedro é pego pescando nu. João 21:7

Jesus, além da história de Noé, também acredita na história da destruição de Sodoma. Ele diz, "Assim será no dia em que o Filho do Homem se há de manifestar ... Lembrai-vos da mulher de Ló." Isto nos diz sobre o conhecimento de Jesus sobre ciência e história, e seu senso de justiça. Lucas 17:29-32

Se uma noiva virgem for estuprada na cidade e não gritar alto o bastante, então os homens da cidade a apedrejarão até a morte. Deuteronômio 22:23-24

"Abias, pois, se fortificou, e tomou para si catorze mulheres". Aparentemente, aos olhos de Deus, o estado de um homem é determinado pelo número de esposas que ele possui. II Crônicas 13:21

No evangelho de Lucas, Deus se dirige a Jesus diretamente, "Tu és meu Filho amado." Mas em Mateus (3:17) Deus fala testemunhando o batismo de Jesus, dizendo: "Este é o meu Filho amado." Qualquer que seja o teor exato, é estranho que depois de testemunhar isto, João Batista ainda esteja inseguro sobre Jesus (Mt 11:2-3, Lc 7:19). Lucas 3:22

Epilepsia é causada por demônios. Lucas 9:39-42

Jesus agradece a Deus porque só o ignorante e tolo o escutará.Lucas 10:21

Pessoas mudas estão possuídas por demônios. Lucas 11:14

Jesus mata uma figueira por não ter figos, mesmo estando fora da estação. Marcos 11:12-24

Os amigos de Jesus pensam que ele é insano. Marcos 3:21

"Olhai para as aves do céu... " Jesus diz que Deus os alimenta. Mas, nesse caso, ele faz um trabalho muito ruim. A maioria dos pássaros morrem antes de deixar o ninho, e os poucos que conseguem voar tem de enfrentar a fome, depredação e doenças. Mateus 6:26

Jesus diz para seus discípulos executarem todos os truques habituais: "Curai os enfermos, limpai os leprosos, ressuscitai os mortos, expulsai os demônios". Parece o pastor Ronildo Peçanha click 01 click 02. Mateus 10:8

Deus lamentará, uivará e andará nu. Miquéias 1:8

Jonas escapa do deus onipresente fugindo para Társis. Jonas 1:3

Deus fala com o peixe, e ele vomita Jonas em terra seca. Jonas 2:10

Ezequiel vê criaturas que têm quatro faces (homem, leão, boi e águia), quatro asas, e pés diretos com as solas de um bezerro. Talvez ele não estivesse se sentindo muito bem nesse dia.Ezequiel 1:5-10

Bom acho que provei o meu ponto de vista

Links comprobatórios
http://www.bibliacatolica.com.br/
http://www.bibliaweb.com.br/
http://www.bibliaonline.com.br/



domingo, 13 de abril de 2008

O Engano

Links para esta postagem
Uma das lições mais tristes da história da humanidade é a seguinte: se formos enganados por muito tempo, a nossa tendência é rejeitar qualquer evidência do logro. Já não nos interessamos em descobrir a verdade. O engano nos aprisionou. É simplesmente doloroso demais admitir, mesmo para nós mesmo, que fomos enganados. Se deixarmos que um charlatão, padre, pastor tenha poder sobre nós, quase nunca conseguimos recuperar nossa independência. Por isso, os antigos logros tendem a persistir, enquanto surgem outros novos, enquanto isto a ciência tenta iluminar os limiares do desconhecido.

Assim, as sessões espíritas são realizadas apenas em salas escurecidas, onde os participantes têm, quando muito, uma visão vagas dos ditos fantasmas visitantes. Se acendemos um pouco as luzes, para ter uma chance de ver o que está se passando, os espíritos desaparecem. São tímidos, é o que nos dizem, e alguns de nós acreditamos nessa história. Nos laboratórios de parapsicologia do século XX há o "efeito do observador": os que são considerados médiuns talentosos acham que seus poderes diminuem bastante sempre que surgem os céticos, desaparecendo totalmente na presença de um mago tão experiente quanto James Randi, este que não conseguiu dar o 1 milhão de dólares para quem provasse que tinha poderes paranormais, ele deixou 10 anos em aberto e nenhum paranormal no mundo inteiro conseguiu nem um misero truque. Eles precisam é de escuridão e credulidade.

Em 1858, uma aparição da Virgem Maria foi relatada em Lourdes, França; a Mãe de Deus confirmou o dogma de sua imaculada conceição que fora proclamado pelo papa Pio IX havia somente quatro anos. Centenas de milhões de pessoas têm ido a Lourdes desde então na esperança de serem curadas, muitas com doenças que a medicina da época era incapaz de tratar. A Igreja católica rejeitou a autenticidade de um grande número de pretensas curas milagrosas, aceitando em um século e meio apenas 65 (de tumores, tuberculose, oftalmia, bronquite, paralisia e outras doenças, mas nenhuma regeneração de membro ou de medula espinhal rompida). O numero de visitas ultrapassa mais de 100milhões de pessoas. Portanto, a probabilidade de cura em Lourdes é superior a de uma em 1 milhão; é mais ou menos tão provável ser curado em Lourdes quanto ganhar na loteria, ou morrer no acidente de um avião de linha regular e selecionado ao acaso – inclusive o que se destina a Lourdes.
A taxa de regressão espontânea de todos os cânceres, em conjunto, é estimada entre uma em 10 mil e uma em 100mil. Se apenas 5% dos que vão a Lourdes ali estivessem para tratar de seus cânceres, deveria haver entre cinqüenta e quinhentas curas “miraculosas” só de câncer. Como apenas três das 65 curas autenticadas são de câncer, a taxa de regressão espontânea em Lourdes parece ser inferior à que existiria se as vitimas tivessem simplesmente ficado em casa. É claro que, se você é um dos 65 casos, vai ser muito difícil convencê-lo de que a viagem a Lourdes não foi a causa da regressão de sua doença... Post hoc, ergo propter hoc (depois disto, logo causado por isto*).


Tirado do livro “O Mundo assombrado pelos demônios” Carl Sagan
http://pt.wikipedia.org/wiki/Post_hoc_ergo_propter_hoc

quinta-feira, 10 de abril de 2008

Design Inteligente?

Links para esta postagem
Porque a mulher tem que sangrar todo o mês? Vamos pensar com inteligência sobre este caso, vamos construir uma mulher, dai pensamos sobre a parte de concepção, dai criamos um sistema aleatório, a mulher manda um ovulo para o útero se for usado que bem se não ele irá expelir todo o conteúdo do útero incluindo o ovulo de uma maneira digamos drástica, onde afeta todo o corpo da mulher, este é o sistema que hoje encontramos na natureza.
Vamos pensar agora como um design inteligente, em vez deste sistema você muda da seguinte maneira: o ovulo só é produzido se houver uma quantidade suficiente de espermatozóides no útero. Qual das duas opções é a mais inteligente? Quais das duas encontraram no mundo? Porque a opção mais burra existe hoje?
Hoje o homem (este sim inteligente) arrumou isto, inventou o anticoncepcional ele é sintético e não natural, tem seus efeitos colaterais típicos, mas funciona, livrou a mulher deste problema, mas precisou de 10mil anos de estudos científicos para chegar nisto, mas mesmo assim o design inteligente não conseguiu fazer isto.
O nome é Design Inteligente coisa interessante, muito intuitivo nenhuma evidencia, mas o que não é interessante é que eu não encontro aonde esta o traço de inteligência, uma bateria de celular é mais inteligente que o sistema de armazenamento de energias do meu corpo, para eu me sustentar tenho que comer muito e quase nada daquilo é aproveitado e sai como fezes e urina. Outra coisa que me bate na cabeça é onde esta a inteligência de criar o mosquito da dengue? Queria entender a inteligência de algumas pessoas terem incrível pré disposição a engordar tanto, afetando assim, entre outros o sistema cardíaco, porque a inteligência não arrumou isto?
O que os criacionistas não entendem que não é porque eu não conheço ou não entendo que aquilo realmente não tenha uma explicação racional. Não é porque parece que foi projetado por outrem que realmente aquilo foi projetado. Sou adepto a teoria evolucionista pela esmagadora quantidade de evidências, e estamos no limiar dos estudos, os defensores do design inteligente vão se adaptando dentro da ignorância, e excluem as evidencias claras, eles estão preocupados com o que não foi ainda explicado não no que já foi explicado.
E querem ensinar isto como alternativa nas escolas, e tem uma ministra que defende isto (a do meio ambiente), alternativa ao o que? Alternativa para os nossos filhos sejam ignorantes? Não queremos que nossos filhos sejam inteligentes? Eles têm que aceitar o que um livro velho prega?
Mas eu concordo tem que ensinar o design inteligente para as crianças no final a professora fala “Ensinei isto para vocês verem a prova como as pessoas deturpam o evolucionismo, eles acham que este absurdo é uma teoria alternativa, agora vocês sabem o que é certo e o que é errado”.
A ciência é ótima para achar uma vacina para alguma doença, por exemplo, muitos cobram dos cientistas uma solução para a dengue, a ciência é ótima para salvar vidas, mas péssima para explicar o surgimento da vida? Se você aceita o design inteligente não deveria aceitar a vacina, o telefone, o e-mail, o carro, etc etc etc.
Os teistas falam que a ciência não pode se confundir com a religião, não mesmo, quando a religião fala que o homem foi criado é ela que invadiu o campo cientifico, ficar usando a crença do povo para disseminar a anticiência é uma coisa ridícula, o papa Carol Wojtyla aceitou a teoria da evolução somente em 1996, os católicos se redimem de tempos em tempos de seus erros, compreensível são homens, não a nada de divino nisto, mas eles ainda se metem na questão cientifica, vide células tronco, fico pensando se eles não têm pena de uma menina com leucemia, mas tem pena de uma centena de células que já iriam ser jogadas fora. Esta certo que muitos católicos brasileiros, são crentes informados, seguem o que a ciência fala e querem ainda acreditar em deus, usam somente a bíblia como referencia literária. Mas existem as vertentes, os piores são os protestantes que apresentam nível de ignorância altíssimos em relação a biologia, e depois tem os espíritas, mas eles têm problemas com outra área da ciência não é com a biologia que eles erram, mas sim com a física, mas deixamo-los para outro post
.

domingo, 6 de abril de 2008

Um Livro de História em 2208

Links para esta postagem
Capitulo sobre o final do século XX e começo do século XXI – O declínio na crença em seres mágicos.

Em meio da tecnologia de informação avançando a passos largos conectando e interligando as pessoas de forma maior e mais eficiente ainda se persistia grandes costumes culturais antigos, um grande exemplo que podemos entender em termos de numero era crença em um ser que supostamente teria criado o universo e que cuidava das pessoas no seu dia a dia, este ser que ninguém sabia como era ou tinha visto, supostamente teria mandado diversos representantes na Terra, a se entender que um ser com a capacidade de criar o universo mandar tais representantes os mesmos teoricamente deveriam orientar e mostrar caminhos para a humanidade para o futuro, mas todos os ditos representantes deste ser, eram grandes legisladores e sábios típicos dos que existem hoje em dia, e seus avisos sempre eram os mais previsíveis possíveis como qualquer pessoa hoje em dia com um pouco de informação consegue prever de forma suficiente, estes representantes não era nada mais do que os que se destacavam na sociedade primitiva onde maioria que vivia em indigência desproporcional só poderia entender que aquelas pessoas só podiam ser enviadas por estes seres superiores, levados por isto estes sábios locais até proferiam em nome deste ser imaginário primeiro porque só assim parecia que eram levados a sério e segundo porque até eles não tinham bagagem de conhecimento suficiente para entender a falácia que era a existência deste ser mágico.
Este ser era comumente chamado de deus, e a crença na existência dele era de 90% da população mundial, comparados aos números de hoje que é de perto de 7%, e com redução constante fica difícil entender o porquê as pessoas naquela época ainda acreditavam já que os argumentos facilmente entendidos hoje para mostrar a sua inexistência são os mesmos apresentados por poucas pessoas naquela época. Existe uma incrível e clara incompatibilidade racional e lógica na questão da existência, e nenhuma evidencia verificável era apresentada pelos que diziam serem intérpretes de deus.
A ciência já apresentava a teoria da evolução de Darwin havia cerca de 150 anos e muitos ainda não entendiam e acreditavam que o mundo ainda era criação deste ser que ninguém viu. Muitos dos que estudavam o porquê da crença sugeriam o eminente desconhecimento humano a muitas questões e criando a falsa ilusão de que “tudo que não explicado é obra de deus”, sabemos hoje e o que já sabiam naquela época que isto não prova a existência de um ser que tudo pode, mas prova a ignorância de não entender o motivo que aquilo aconteceu, e como no passar dos tempos o que era o que não tinha explicação adquiria explicação.
Outros como o pai da psicanálise Sigmund Freud, tinham a teoria que a crença provinha de uma necessidade do homem em ter alguém que sempre vele pelos seus insucessos e assim amenize sua vida já que para alguém ele era importante e valia a sua existência, como no caso de algumas crianças que tem amigos imaginários, o homem teria criado este grande ser imaginário a fim de lhe suprir emocionalmente, na figura de um grande pai protetor.
Existem ainda outras vertentes como a vontade de continuação da vida, onde algumas correntes que mistificação deus tinha versões hoje consideradas repugnantes, como em casos que falavam “esta vida é só uma passagem daqui não levamos nada”, subjugando a existência do homem como um simples processo onde o futuro não é problema e que a humanidade em si não é o tomo da questão, mas sim a salvação individual, apesar da tentativa de assim criar um rede interconectando os indivíduos bons, isto nunca aconteceu, pois o objetivo era a uma suposta vida pós morte e não a vida na terra, e foi basicamente isto que as pessoas nesta época do começo do século XXI começaram a entender, a medicina com as pesquisa com células tronco, aumentaram a expectativa de vida para 100anos depois 120 e hoje nos atuais 150anos de vida, a nanotecnologia começou a virar realidade possibilitando coisas que eram inimagináveis, na física a teoria que unificou as quatro grandes forças explicou de forma definitiva a forma de como o universo funciona, a teoria da evolução tomou notas finais com a prova física de fosseis de transição e também a biogenética que conseguiu prever e retirar muitas doenças genéticas das novas gerações de crianças, todas estas explicações cientificas associadas a psicologia evolutiva que entendia o porque adquirimos este fator da crença em seres mágicos em nossa evolução ajudaram a cada vez mais pessoas a entenderem o mundo como ele era e obcecados por este admirável mundo novo largaram a crença em seres imaginários e trabalharam para evoluir ainda mais as diversas áreas de conhecimento humana dando um salto significativo na existência humana, em um mundo de paz, harmonia, equilíbrio ambiental e comunhão entre os seres, pois hoje sabemos que quem cuida do mundo é o homem e não seres imaginários.

quinta-feira, 3 de abril de 2008

O Dragão na minha garagem

Links para esta postagem
A mágica, devemos lembrar, é uma arte que requer colaboração entre o artista e o seu público. (E.M. Bultler)
Vou reproduzir aqui uma parte do livro do Carl Sagan onde ele conta sobre como não conseguimos provar que deus não existe, não porque somos burros, mas porque os teistas são muito imaginativos e a cada contra partida dos céticos eles tem uma saída cada vez mais elaborada, lógico não posso deixar de falar que são todas inventadas mas são ditas como se fossem a maior verdade do mundo, mas eles não mostram de onde eles tiraram aquilo ou qual evidencia para aquilo, a evidencia deles é a falta de qualquer evidencia, mas vamos lá.

- Um dragão que cospe fogo pelas ventas vive na minha garagem.
Suponhamos que eu lhe faça seriamente essa afirmação (como os teitas fazem). Com certeza você iria querer verificá-la, ver por si mesmo. São inumeráveis as histórias de dragões no decorrer dos séculos, mas não há evidências reais. Que oportunidade!
- Mostre-me – você diz. Eu levo até a minha garagem. Você olha para dentro e vê uma escada de mão, latas de tinta vazias, um velho triciclo, mas nada de dragão.
- Onde está o dragão? – você pergunta.
- Oh, está ali – respondo, acenando vagamente. – Esqueci de lhe dizer que é um dragão invisível.
Você propõe espalhar farinha no chão da garagem para tornar visíveis as pegadas do dragão.
- Boa idéia – digo eu -, mas esse dragão flutua no ar.
Então você quer usar um sensor infravermelho para detectar o fogo invisível.
- Boa idéia – mas o fogo invisível é também desprovido de calor.
Você quer borrifar o dragão com tinta para torná-lo visível.
- Boa idéia, só que é um dragão incorpóreo e a tinta não vai aderir.
E assim por diante. Eu me oponho a todo teste físico que você propõe com uma explicação especial de por que não vai funcionar.
Ora, qual a diferença entre um dragão invisível, incorpóreo, flutuante, que cospe fogo atérmico, e um dragão inexistente: Se não há como refutar a minha afirmação, se nenhum experimento concebível vale contra ela, o que significa dizer que o meu dragão existe? A sua incapacidade de invalidar a minha hipótese não é absolutamente a mesma coisa que provar a veracidade dela. Alegações que não podem ser testadas, afirmações imunes a refutações não possuem caráter verídico, seja qual for o valor que possam ter por nos inspirar ou estimular nosso sentimento de admiração. O que estou pedindo a você é tão-somente que, em face da ausência de evidências, acredite na minha palavra.
A única coisa que você realmente descobriu com a minha insistência de que há um dragão na minha garagem é que algo estranho está se passando na minha mente. Você se perguntaria, já que nenhum teste físico se aplica, o que me fez acreditar nisso. A possibilidade de que foi sonho ou alucinação passaria certamente pela sua cabeça. Mas, nesse caso, por que eu levo a história tão a sério? Talvez eu precise de ajuda. Pelo menos, talvez eu tenha subestimado seriamente a falibilidade humana.
Apesar de nenhum dos testes ter funcionado, imagine que você queira ser escrupulosamente liberal. Você não rejeita de imediato a noção de que há um dragão que cospe fogo na minha garagem. Apenas deixa a idéia cozinhando em banho-maria. As evidências presentes são fortemente contrárias a ela, mas, se surgirem novos dados, você está pronto a examiná-los para ver se são convincentes. Decerto não é correto de minha parte ficar ofendido por não acreditarem em mim; ou criticá-lo por ser chato e sem imaginação – só porque você apresentou o veredicto escocês de “não comprovado”.
Imagine que as coisas tivessem acontecido de outra maneira. O dragão é invisível, certo, mas aparecem pegadas na farinha enquanto você observa. O seu detector infravermelho lê dados fora da escala. A tinta borrifada revela um espinhaço denteado oscilando à sua frente. Por mais cético que você pudesse ser a respeito da existência dos dragões – ainda mais dragões invisíveis –, teria de reconhecer que existe alguma coisa no ar, e que de forma preliminar ela é compatível com um dragão invisível que cospe fogo pelas ventas.
Agora outro roteiro: vamos supor que não seja apenas eu. Vamos supor que vários conhecidos seus, inclusive pessoas que você tem certeza de que não se conhecem, lhe dizem que há dragões nas suas garagens – mas, em todos os casos, a evidência é enlouquecedoramente impalpável. Todos nós admitimos nossa perturbação quando ficamos tomados por uma convicção tão estranha e tão mal sustentada pela evidência física. Nenhum de nós é lunático. Especulamos sobre o que isso significaria, caso dragões invisíveis estivessem realmente se escondendo nas garagens em todo o mundo, e nós, humanos, só agora estivéssemos percebendo. Eu gostaria que não fosse verdade, acredite. Mas talvez todos aqueles antigos mitos europeus e chineses sobre dragões não fossem mitos afinal..
Motivo de satisfação, algumas pegadas compatíveis com o tamanho de um dragão são agora noticiadas. Mas elas nunca surgem quando um cético está observando. Outra explicação se apresenta: sob exame cuidadoso, parece claro que podem ter sido simuladas. Outro crente nos dragões aparece com um dedo queimado e atribui a queimadura a uma rara manifestação física do sopro ardente do animal. Porém, mais uma vez, existem outras possibilidades. Sabemos que há várias maneiras de queimar os dedos além do sopro de dragões invisíveis. Essa “evidência” – por mais importante que seja para os defensores da existência do dragão – está longe de ser convincente. De novo, a única abordagem sensata é rejeitar em princípio a hipótese do dragão, manter-se receptivo a futuros dados físicos e perguntar-se qual poderia ser a razão para tantas pessoas aparentemente normais e sensatas partilharem a mesma desilusão estranha.
O que eu quero achar é a evidencia, mas não vou ficar procurando isto é loucura teria que achar evidencia para um sem numero de opiniões religiosas, o que eu quero é entender o porque se acreditar em algo que não tem nenhuma evidencia a mais de 10 mil anos (isto é desde que o homem começou a adorar seres invisiveis)