segunda-feira, 19 de março de 2012

1 + 1 é igual a 2

Links para esta postagem



1 + 1 é igual a 2, porque não tem outro jeito de ser diferente disto. O Universo é desta maneira porque não existe outra maneira dele ser.
Porque os humanos são racionais? Porque falhamos em todo o resto. 
Se olharmos pela ótica que sem ferramentas, não conseguimos sobreviver a um misero inverno, então somos uma péssima espécime na natureza. 
Não somos bons corredores, não somos fortes, não somos ágeis, não temos boa visão, audição, olfato, isto é, não somos bons em nada, então? Então por sermos totalmente inúteis na tentativa de sobreviver neste mundo, desenvolvemos o cérebro. Veja este exemplo:
Porque um jacaré nunca será inteligente? Porque ele já tem todas a ferramentas biológicas para sobreviver, suas mandíbulas que lhe dão proteção e alimento, para que desenvolver o cérebro? Se com o que tem já se mantem muito bem?
Já os humanos diferente de todas as outras espécies é totalmente desprovido de qualquer habilidade. Diferenciamos dos nossos primos primatas, não porque do nada ficamos mais inteligentes, nos diferenciamos, porque somos incompetentes biologicamente para sobreviver em uma arvore, somos pessimamente maus adaptados, que até de roupas precisamos. Para sobreviver inventamos ferramentas, os que conseguiam de maneira mais rápida suprir nossas imensas falhas evolucionárias se sobressaiam dos demais e conseguiam sobreviver, evitando assim a sua extinção, e os que conseguiam isto, geralmente nasciam com cérebros maiores.
Então o nosso motor evolucionário foi ficar cada vez menos adapto ao mundo, pensando biologicamente, para forçar o cérebro a crescer e assim criar maneiras cada vez mais rebuscadas de sobreviver com ferramentas, no inicio o um humano mais capaz de criar ferramentas sobreviva mais do que um com mais pelagem, já que o que com ferramente conseguia matar um animal, comer sua carne e usar sua pele para se proteger, então o que é melhor mais cérebro ou adaptação biológica ao meio-ambiente?
Então passamos a pensar, e a partir dai, achamos equivocadamente que temos algo de especial, que existe um ser invisível lá em cima olhando por nós, cuidando de nós, nos julgando, etc. etc. Não podemos simplesmente inventar coisas, criar filosofias rebuscadas e cheias de palavreados, não adianta escrever e escrever encíclicas, isto não vai criar um Deus, só porque estamos inventando definições filosóficas para isto. Somos seres que por uma mutação criou um primata desprovido de capacidade de se manter em uma arvore, que depois criou um com menos pelos, que criou um mais fraco, que criou um mais lento, e assim por em diante, a partir desta mutação, a seleção achou a resposta aumentando o cérebro, por uma mutação achamos que somos algo que não somos.

sábado, 17 de março de 2012

Precisamos de Deus para o Universo Existir?

Links para esta postagem
Hawking acha que não,  veja aqui e tire suas conclusões.









Vou deixar esta filosofia com vocês. Se deus criou o universo, ele é muito mais complexo que o universo em si correto? Sim.
De onde veio Deus? Do nada ou sempre existiu? Tanto faz. 
O que é mais fácil de se fazer? Algo mais ou menos complexo? Menos complexo com certeza você diria, sim esta e a parte racional da sua mente funcionando, é mais fácil construir uma cadeira do que um foguete que vá até a lua. Então o que é mais fácil ter sido criado do nada ou ter sempre existido? Algo mais ou menos complexo? A resposta filosófica é simples, "a existência de algo mais simples é mais provável que algo mais complexo". Assim a filosofia que Aquino esta errada ao afirma que deus é origem de tudo. Mas isto é fácil fazer com filosofia, criar e descria algo com a razão é simples. Mas existe a ciência e nela se repousa a resposta, como?

Exemplo do mosquito da dengue, vamos usar só a filosofia, sem a verificação cientifica, vou afirmar as seguintes coisas como premissas.
1- Uma pessoa que tem a doença ao ser picada por um mosquito, passa a doença para o mosquito.
2- Este mosquito com a doença ao picar outra pessoa sem a doença, passa a doença para esta outra pessoa.
3- Esta pessoa com a doença se cura e passa a ser imune aquele tipo da doença.

A pergunta é, usando somente a filosofia como base:

Se um mosquito sem a doença picar uma pessoa já imune, e depois picar uma pessoa não imune, o mosquito  passa a imunidade?

Usando só a filosofia e os 3 pré supostos mencionados, a resposta é óbvia, SIM, ele irá passar a imunidade já que da mesma forma ele passou a doença.

Agora vamos olhar a natureza com ciência, e vamos descobrir que o mosquito não passa a doença, passa um vírus, e a pessoa curada não fica imune, mas o corpo "aprende" a combater aquele vírus. O mosquito não consegue depois transmitir este "aprendizado" para outro corpo, isto é, causa sem efeito, o corpo do curado sabe como combater, ele é picado, causa, e depois repassa para outro corpo que não sabe combater, qual efeito? NENHUM.

Então com a filosofia, podemos brincar em uma vasto campo de possibilidades, mas somente com a ciência é que podemos realmente conhecer. Hawking e todos os cientistas tem como objetivo procurar a verdade, e não filosofias que não levam para lugar algum, a filosofia serve para montar premissas e não dar respostas definitivas, para respostas, precisamos da ciência, Hawking usa uma ciência avançada, baseada sim em observações, faltam mais dados? Sim. Mas este é o caminho da ciência e não da mágica de retirar argumentos da cartola filosófica.

quinta-feira, 15 de março de 2012

Milagres para que?

Links para esta postagem
De um tempo para cá sinceramente, desisti de tentar enteder os ditos “milagres”.
Geralmente os milagres tem respostas simples e estão na trinca, ignorancia, mentira e loucura, não sai disto. Lógico que cada “milagre” tem suas caracteristicas próprias, temos vários cientistas que dedicam anos e mais anos para desmitifica-los, milagres tais como chagas, experiencias fora do corpo, visões, vozes do alem, psicografia, mesas espiritas, Fátima, Santo Sudário, andar sobre as águas, curar leprosos, etc. e mais uma série infinita de coisas que anteceram e acontece sem aparente explicação. Isto tudo pode atormentar a mente dos céticos por muito tempo, mas, cheguei a seguinte conclusão, NÃO IMPORTA A EXPLICAÇÃO, MAS SIM O MOTIVO.
                Vamos focar no motivo, vamos entender o porquê do milagre, qual a utilidade prática para a existência do milagre. Um exemplo: 
                 “Jesus andou sobre a água”.
                 Na biblia diz que para testar a fé do meu chará e apostolo Pedro, Jesus começa a andar sobre a água e chama Pedro, ele da uns passos e afunda, alem de não conseguir andar, toma um esporo de Jesus, chamando-o de “homem de pouca fé”, ok, pode até ser um homem de pouca fé, mas porque Jesus quis se mostrar daquele jeito? Qual a utilidade dele se mostrar e andar sobre a água, “olha sou fudidão criei o universo e ando sobre a água”, po legal, parabéns, mas e ai? O que isto muda? NADA.  
                 Vamos para outro milagre, o de Fátima, Nossa Senhora a Mãe de Deus aparece para três criancinhas e revela três segredos, o primeiro é de como o inferno funciona (muito edificante falar isto para uma criança não?) o outro era sobre a ameaça comunista (grande revelação para a época? Não) e o ultimo segredo foi revelado a pouco tempo e fala sobre a tentativa de assassinato do papa, revelar um segredo depois que ele aconteceu é meio idiota mas tudo bem.
             Agora se vamos discutir se ela apareceu mesmo para as três crianças e que milhares fazem romarias até hoje solicitando cura para as mais diversas doenças, isto tudo não tem importancia se olharmos pela ótica do motivo, esta certo que Fátima não conseguiu salvar nem as crianças para quem ela apareceu, sendo que duas morreram poucos anos depois, dizem que até apavoradas pela visão do inferno mostrada pela mãe do criador do universo, e é neste ponto que começo a discutir o motivo, porque? Porque O criador do Universo inteiro, aquele que fez mais de 100bilhões de galáxias, aquele que fez mais estrelas e planetas que todos os grãos de areia deste planeta, porque? Este CARA, manda a sua “mãe” falar para três pequenas e indefesas crianças sobre como nós os ditos pecadores, isto é, todos nos, iremos sofrer em uma eternidade em um local que ELE criou para sofrermos das maneiras mais cruéis e impensáveis? O mesmo DEUS do amor eterno e compaixão infinita, manda um ser mágico falar sobre como é o INFERNO que só pela idéia é ridula, sobre uma ameça que todos previão, e sobre um assassinato que não aconteceu? Por quê? 
         Porque não falar dos problemas que ninguém sabia? Como a degradação do meio ambiente pelo homem, devido a recente revolução industrial, coisa que ninguem imaginava  na época. Só começou a ser cogitada no final dos anos 40 e 50, inclusive com ajuda importante de Carl Sagan (ateu) que previu o efeito estufa. Porque ela não avisou sobre a BOMBA NUCLEAR? AIDS? GLOBALIZAÇÃO, isto que sim é importante. Mas pelo jeito passou despercebido pela mensageira do criador do universo.
         Deus, penso eu, conhece os problemas do acumulo de CO² na atmosfera, ele criou Venus não? Ele conhecia os problemas de se trabalhar com fisão e fusão nuclear, ele CRIOU o sol e as estrelas não? 
         Deus conhece os problemas da mutação de virus em animais, já que foi ele quem criou os VIRUS não? 
        Deus podia prever com sua mente super evoluida que os humanos ao criarem maquinas que encurtam as distâncias e o uso da ele e tambem mais conflitosa e assim a sua mensageira poderia dar dicas de como esta integração na sociedade poderia acontecer de forma mais armoniosa, mas não, ele preferiu falar de inferno, comunismo (nada de mais, nada que evitasse a guerra fria, NADA) e sobre um possivel assassinato que no final foi frustado e só revelado oportunamente após o acontecido. 
                Não vou discutir mais se aconteceu ou não. Vou discutir o MOTIVO. Pelo motivo torpe e sem noção, é obvio, que as mensagens passadas por todos os milagres são infantis e idiotas e de cunho e criação humana. Perto do que elas deveriam representar, elas não passam de criação da trinca mencionada, já que estamos falando do criador do universo não? Posso aqui até mostrar mais e mais exemplos de como qualquer milagre é ridiculo se você usar a ótica correta, se você entender que as mesagens são simplórias e até idiotas e que certamente não tem nada de especial em uma sociedade e universo tão vasto como a que vivemos. 
            Na verdade um milagre bom mesmo seria, por exemplo:
          Deus aparecer e falar 
“Ta certo, gente, eu sou o fudidão mesmo, criei esta porra toda, eu sou poderoso, então é o seguinte, vocês ai já sofrem muito com todas estas doenças, reconheço que exagerei, não tem mesmo a necessidade de existir um virus que só se alimenta da cornea humana, deixando lentamente cega a pessoa, então, para tentar contrabalancear isto, a partir de hoje, já que sou o todo-poderoso, pai amado, senhor do bem e do mal, a partir de hoje, o câncer não existe mais, é a minha palavra para vocês meus FILHOS AMADOS, ninguem morre de câncer, a vida é muito dificil, então vou dar esta ajuda, e se vocês melhorem com isto posso pensar em ajudar um pouco mais.” 
        Isto no horário nobre de preferencia antes do Jornal Nacional, em seguida o Willian Bonner “Deus resolve aparecer e acaba com o Câncer” Patricia Poeta “Pessoas no mundo inteiro comemoram a novidade”  Willian “Especialista divergem se esta medida já vale ou somente para quem não tem o câncer” Patricia “Ateus veem com preocupação anuncio de Deus e acreditam em manobra da Igreja para recuperar fiéis”. 
          Estou viajando já, mas é isto, vamos focar no MOTIVO.