quarta-feira, 27 de agosto de 2008

Da série "Onde estava Deus?" pt-01

Links para esta postagem
Joseph Ratzinger (apelidado por ele mesmo de Bento XVI) ao visitar um campo de concentração nazista da segunda guerra mundial disse a frase "Onde estava Deus?" se referindo a barbárie que ali foi executada. Aproveitando vou montar aqui a minha seção de noticias com a mesma pergunta e vamos começar com esta triste noticia que me faz pensar que eu gostaria que deus existisse, pois isto não teria acontecido.


27/08/2008 - 04h12
Jovem queima filhas após discutir com marido



Emily Xavier dos Santos, de 3 meses, e sua irmã, Evelin Xavier dos Santos, de 1 ano e 4 meses, tiveram o corpo incendiado pela própria mãe, a dona de casa Ana Carla Xavier da Silva, de 18 anos, no final da noite de ontem, em Parelheiros, extremo sul da capital paulista
Evelin segue internada em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Estadual do Grajaú. Sua irmã morreu carbonizada no local do crime. Segundo o tenente Paulo Chagas, do 27º Batalhão da Polícia Militar, a dona de casa jogou álcool sobre as crianças durante uma discussão com o marido, o mecânico Paulo Lopes dos Santos Jr., de 21 anos, que ameaçava ir embora.
A jovem foi encaminhada ao 25º Distrito Policial, de Parelheiros.


http://noticias.uol.com.br/ultnot/agencia/2008/08/27/ult4469u30096.jhtm

E se falar "isto é coisa dos homens que não tem deus" te faço a pergunta "Você ao ver que um trem vai atropelar 10 pessoas e você esta do lado de uma alavanca que é só acionar ela que muda o percurso do trem tranquilamente e assim não mata as pessoas, você acionaria a alavanca?" bom deus é você e se é onipotente ele pode acionar a alavanca quando quiser, basta querer, agora se ele for uma cara altamente egoísta e egocêntrico ai ele pensa "não conheço eles não gostam de mim, não rezam para mim, vou deixar morrer" você mero ser mortal imperfeito faria o que?


Update :
27/08/2008 - 10h39
Avô-padrasto que confessou ter matado neta choca Israel

http://noticias.uol.com.br/bbc/reporter/2008/08/27/ult4909u5285.jhtm

É incrível a quantidade de mazelas que este mundo sofre sendo "governado" por um ser de inigualável amor (sic).

sexta-feira, 22 de agosto de 2008

Queremos Viver

Links para esta postagem
Todos, eu e você, todo mundo quer viver, queremos e estamos aqui para isto, passamos por oportunidades únicas na vida sempre querendo experimentar mais e tentar mais, nos apaixonamos, nos decepcionamos e novamente nos apaixonamos, bebemos, ficamos alegres, contamos piadas, rimos de nós mesmo, conhecemos lugares novos, sentimos saudades de lugares antigos, queremos um carro novo, queremos ser como erramos, queremos mudar, adoramos de certa maneira como é o jogo da vida, sim muitos estão cansados e não querem mais viver ou aproveitar, e ai projetam outra vida, uma vida em que iram arrumar o que erraram, uma vida em que não teremos os problemas que temos aqui, uma vida em que seremos compensados pelas mazelas aqui encontradas, uma vida perfeita, só o pensamento por esta vida já nos alivia da luta por viver, e de tudo que enfrentamos todos os dias. Mas os que gostam de viver que gostam de sentir o gosto da vida, também querem continuar a viver, eles também projetam uma nova vida uma continuidade é bom viver e querer continuar a viver chega a ser de certa forma natural.

Bom tanto em um caso como o outro a vontade de viver é inata, uns largaram esta vida e querem uma nova chance outros querem mais, a evolução nos tornou inteligentes seres pensantes que chegaram ao nível de se perguntar por que estamos aqui? A ciência da respostas bastante satisfatórias do porque estamos aqui, uma delas é que estamos para passar nossos genes para frente, muito bestial, mas talvez não, conseguindo chegar a este nível de percepção do mundo podemos não só ser simples replicadores, mas modificadores do mundo, lógico que ao ter a percepção que estamos vivos, temos propósitos e criamos coisas isto traz esperanças de que isto aqui não é só isto, queremos algo mais. Será que isto é um dos impulsos para termos criado deus? Seria este nosso instinto natural de viver, de continuar e de tentar novamente isto teria dado esta ilusão que talvez tudo possa de certa maneira continuar? Mesmo sem nenhuma evidencia queremos crer quando que temos que na verdade é saber. Esta nossa vontade biológica talvez para nosso deleite tenha traído nosso ainda tacanho cérebro e nos induzidos a acreditar sem nenhuma prova ou substancial fato que talvez exista alguém que nos conduz e este mesmo não vai de certa forma fazer tudo acabar. Infelizmente não posso afirmar que isto tudo não passa de um sonho de verão, de uma invenção descabida de alguém desesperado ao ver o seu destino que é a morte, sendo o seu ultimo ato, e sem admitir que também nós não aceitássemos e temos medo da morte vamos querendo viver mesmo aonde não existe vida. Temos que despertar deste sonho infantil desta enganação biológica e encarar nosso destino e entender que a vida é algo único.

terça-feira, 19 de agosto de 2008

O tamanho do universo

Links para esta postagem
Recentemente me deparei novamente com um problema de ordem e tamanho gigantescos, estava pensando que, por exemplo, um simples sinal de olá que porventura podíamos mandar a um suposto planeta habitado na estrela mais próxima demoraria nada mais nada menos que 4‚2 anos fazer uma viagem tripulada então nem pensar seriam 80mil longos anos isto utilizando uma aeronave muito mais veloz que as que hoje temos. Logo em seguida pensei que estaríamos confinados a este misero pedaço de rocha em um canto tranqüilo da via láctea, se não conseguimos viajar até a estrela mais próxima como então explorar toda a galáxia? Ou qualquer parte do universo?
As leis da física não permitem que algo "ande" mais rápido que a velocidade da luz, isto é estaríamos limitados a esta velocidade. Ao finalizar este raciocínio desencadeou em minha cabeça uma serie de indagações e no meio deste turbilhão veio a frase de Carl Sagan "se estamos sozinhos no universo seria um incrível desperdício de espaço" concordo com ele e digo que o problema não é somente este, do que adianta não estarmos sozinhos se fica impossível a interação? Em seguida me peguei pensando se a natureza seria capaz de tanta maldade e nos largar aqui no meio do nada cósmico, mas a natureza é indiferente não tem propósitos cabe ao homem manejar suas forças e assim diminuir os espaços forças de empuxo, arrasto, peso e sustentação fazem um avião subir e descer, estas forças existem no universo para fins distintos coube humano manejar elas, isto porque alguém quis que fosse assim? Não, simplesmente não existe outra maneira, a lógica é uma e constante, devemos desvendá-las e entende-las no caso especifico os cientistas estão as voltas de estranhas energias que podem existir no universo, a fim de tentar achar uma explicação para os acontecimentos físicos os cientistas chegaram a velocidade da luz estabelecida em 300mil km/s, mais estudos mostraram uma estranha energia aparecia em algumas situações uma energia chamada Energia Negativa.
Mas antes vamos entender quais seriam as outras possibilidades teóricas para viajem no espaço. Umas delas é a existência dos chamados wormhole, que consiste em criar atalhos espaço tempo, seria como se dobrássemos o universo igualando tempo e espaço em 0, isto é estaríamos de um ponto a outro no universo instantaneamente. Para a criação dos buracos de minhoca uma das teorias seria a utilização da energia negativa, o grande problema seria que para isto precisaríamos de uma grande quantidade de energia negativa e quanto maior o pulso de energia negativa, mais rápido ele é preenchido pela sua corresponde positiva e para conseguir passar uma pulga de um canto a outro do universo seria necessário toda a energia existente no universo para tal. Para resolver uma das soluções seria a criação de um motor de dobra que emitiria constantes raios de energia negativa criando uma bolha em volta de uma nave enquanto passaria pelo espaço tempo é a teoria do Warp Drive e esta bolha criada em volta do objeto é a bolha de Alcubierre (físico mexicano, que criou a teoria), mas o físico russo Krasnikov reavaliando as equações constatou que de dentro da bolha não se conseguiria controlar a bolha, e assim revisou e primeiro criou uma solução em um espaço bi-dimensional e em seguida dois físicos americanos que ampliaram para a solução para as 4 dimensões, apesar de viável dentro do papel, o único problema é grande quantidade de energia negativa necessária e hoje male-male conseguimos algumas manifestações da mesma em laboratórios nada que chegue perto de uma solução real.
Mas é fascinante acompanhar todos estes estudos e todos as implicações apesar de limiar o impossível, estamos só começando. E ver a humanidade se unindo de diversas nações em diversos níveis, a ciência é uma profunda fonte de inspiração quando feita de forma eficaz, ética e inovadora.

sábado, 9 de agosto de 2008

Ateísmo Comunista

Links para esta postagem
Estamos vendo o espetáculo chinês nas olimpíadas diferentes de nós brasileiros eles mostraram competência e pontualidade em suas obras e nos presentearam com uma das melhores aberturas de todos os tempos, mas a que custo foi feitas estas olimpíadas, ao custo de cada chinês que não tem direitos básicos, que tem acesso bloqueado a internet de não ter plena abertura religiosa, sim exatamente isto defendo a abertura religiosa o direito do individuo escolher a religião que ele desejar seguir.
A ateísmo imposto como é o caso chinês é ridículo pois é igual a imposição religiosa, troca-se violentamente a crença em um ser imaginário pela crença por um sistema por um homem, opiniões individuais de padres, pastores, monges e demais que dizem ser a opinião divina são trocadas pelas opiniões de um homem que é endeusado e que quando emite a sua opinião individual é como se o próprio “deus” estivesse falando o que leva ao fanatismo, ele até em certo momento pode ter boas opiniões mas já erra em proibir o acesso de opiniões alternativas.
Não chegamos ao ateísmo pela imposição ou pela retirada brusca da religião, chegamos ao ateísmo pelo conhecimento do mundo, pelo conhecimento de que forças sem controle regem a natureza, ao entender que entendemos o mundo pela razão e que a moral e a ética não são frutos de entidades religiosas, mas algo que todo o humano tem ou não tem independente de sua religião e que só chegamos a uma moral e ética elevadas com o cultivo da razão.